Dólar e índiceHome

Dólar sobe a R$4,10 repercutindo decisão do Fed e perspectivas externas

Por Pablo Vinicius Souza
18 setembro 2019 - 18:55

O dólar comercial encerrou em alta nesta quarta-feira (18), subindo 0,61% contra o real brasileiro, sendo cotado a R$4,1028 na venda.

Mesmo diante de um cenário de afrouxamento monetário nos EUA, a divisa americana se fortaleceu contra as principais moedas globais devido às incertezas sobre os próximos passos do Federal Reserve.

A taxa básica foi reduzida em 0,25%, operando no intervalo entre 1,75% e 2%, porém, o placar foi muito apertado, com sete integrantes votando a favor do corte e três permanecendo contrários à posição.

Embora o presidente majoritário do Fed, Jerome Powell, tenha afirmado que o comitê considerou o ambiente adverso e os desafios internacionais, ele pontuou que as perspectivas econômicas do país estão favoráveis ao retorno da inflação para o centro da meta de 2%.

Diante disso, os investidores optaram por ativos mais seguros em detrimento dos emergentes, como o real, pressionando a valorização dos títulos do Tesouro americano e do dólar no câmbio doméstico.

Na renda fixa, os contratos de juros futuros fecharam próximos à estabilidade, depois de oscilar muito ao longo da sessão, refletindo as expectativas quanto ao corte da Selic.

O DI janeiro/2020 recuou para 5,17% (5,18% no ajuste anterior), o DI abril/2023 subiu para 6,37% (6,36% no ajuste anterior) e o DI janeiro/2026 caiu a 6,98% (7,01% no ajuste anterior).


Sobre o autor