HomeMercados

Dólar sobe a R$4,10 com IPCA e apostas de queda da Selic

Por Pablo Vinicius Souza
09 outubro 2019 - 18:42

O dólar comercial avançou contra o real nesta quarta-feira (09), fechando na cotação de 4,1040 na venda, se desviando dos seus pares no exterior.

Apesar do cenário externo se mostrar favorável ao risco na sessão de hoje, a valorização de 0,34% da divisa americana no mercado interno mostrou que os investidores estão precificando uma aposta ainda maior na queda da Selic.

Isso foi possível porque o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de setembro registrou deflação de 0,04%, mostrando que a recuperação econômica do país ainda está muito lenta.

Com a redução da taxa básica no Brasil, o diferencial de juros em relação aos Estados Unidos também cai, diminuindo a atratividade do real para investimentos estrangeiros.

No sentido oposto, as principais moedas emergentes ganharam terreno contra o dólar, ficando em destaque o rand sul-africano (+0,61%), o peso mexicano (+0,30%) e o rublo russo (+0,44%).

O grande catalisador do bom humor internacional foi o arrefecimento das relações entre Estados Unidos e China, sobretudo, após a delegação chinesa desembarcar em Washington para a reunião de amanhã.

Na renda fixa, os contratos de juros futuros encerraram com queda nas taxas de ponta a ponta na curva de juros, renovando as mínimas históricas pelo segundo dia.

Neste momento, o mercado está se posicionando à espera de um ciclo de cortes ainda mais agressivo, com a taxa básica podendo atingir o patamar de 4,50% no final de 2019.

O DI março/2020 caiu para 4,77% (4,83% no ajuste anterior), o DI janeiro/2024 declinou para 6,23% (6,36% no ajuste anterior) e o DI janeiro/2027 recuou a 6,84% (6,95% no ajuste anterior).


Sobre o autor