Dólar e índiceHome

Dólar salta a R$4,50 em sessão de forte aversão ao risco

Por Pablo Vinicius Souza
28 fevereiro 2020 - 12:37

O dólar comercial operava em alta nesta sexta-feira (28), acompanhando o fortalecimento do câmbio no exterior.

O sentimento de aversão ao risco pressionou uma onda de busca por ativos mais seguros e líquidos, o que favorecia a divisa americana e outras moedas mais estáveis, como o iene e o fraco suíço.

O real faz um novo dia de perdas, apesar de o Banco Central realizar mais uma intervenção, injetando no mercado cerca de US$1 bilhão em contratos de swap cambial.

Além disso, a autoridade monetária optou pela rolagem de outros US$3 bilhões em recursos à vista em operações de linha, com compromisso de recompra posterior.

As negociações de hoje estão sendo afetadas por diferentes variáveis exógenas, como a vertente negativa do exterior e a disputa em torno da formação da Ptax.

Como é o último dia do mês, a tendência é que seja uma sessão mais volátil, podendo trazer alguns desequilíbrios à precificação da moeda, pendendo para mais ou para menos.

Ás 12h27 (horário de Brasília), o dólar comercial subia 0,58% contra o real, sendo cotado a R$4,5030 na venda.

Juros Futuros

Na renda fixa, os contratos de juros futuros operavam mistos, com ligeira queda nos DIs de curto prazo e elevação nas taxas intermediárias e mais longas da curva a termo.

O DI dezembro/2020 caía 0,84% sendo negociado a 4,12% (4,14% no ajuste anterior) e o DI janeiro/2026 saltava 0,62% sendo vendido a 6,46% (6,35% no ajuste anterior).


Sobre o autor