Dólar e índiceHome

Dólar salta a R$4,09 tensões EUA-Irã no radar

Por Pablo Vinicius Souza
07 janeiro 2020 - 13:31

O dólar comercial operava em alta nesta terça-feira (07), repercutindo o clima de aversão ao risco gerado pelo conflito entre Estados Unidos e Irã.

Após o ataque americano que resultou na morte do general iraniano, Qassem Soleimani, houve um acirramento das tensões entre os dois países, com grande risco de ocorrer situações retaliatórias.

O presidente Donald Trump compartilhou em sua conta pessoal do Twitter algumas postagens de senadores falando que não haverá mais ataques caso o Irã decida não promover novos ataques.

Apesar do clima tranquilo e de baixas oscilações, a moeda dos EUA avançava contra as principais divisas emergentes e ligadas a países exportadores de petróleo.

Dentre as moedas que mais se desvalorizavam, o destaque vai para o dólar neozelandês, o rand sul-africano e rublo russo.

Outro fator que enfraquecia o real era o ruído gerado na comunicação entre Brasil e Irã, após a nota do Itamaraty que apoiava a ofensiva militar promovida por Washington.

A chancelaria do Irã convocou o embaixador brasileiro no Teerã para dar explicações sobre o posicionamento oficial do país frente ao conflito.

Ás 12h22 (horário de Brasília), o dólar comercial subia 0,70% contra o real, sendo cotado a R$4,0960 na venda.

Juros Futuros

Na renda fixa, os contratos de juros futuros rondavam a estabilidade, aguardando notícias mais concretas sobre as tensões no Oriente Médio e as possíveis repercussões internas.

O DI janeiro/2021 caía 0,12% sendo negociado a 4,53% (4,54% no ajuste anterior) e o DI janeiro/2025 declinava 0,15%, sendo vendido a 6,45% (6,46% no ajuste anterior).


Sobre o autor