Dólar e Câmbio

Dólar registra forte queda com decisão do Copom e leilão de swap

Por Fast Trade
10 dezembro 2020 - 13:20 | Atualizado em 10 dezembro 2020 - 14:23
maior fechamento desde maio

O dólar comercial opera em forte queda nesta quinta-feira (10), refletindo a decisão do Copom e o megaleilão de swap cambial.

Nesse sentido, a mudança do tom no comunicado do Banco Central ficou no radar dos investidores, após os dirigentes anunciarem o fim da diretriz de forward guidance.

Tal situação favorece a leitura de que o aperto monetário pode voltar antes do previsto pelo mercado, o que, certamente, está influenciado as movimentações.

Ainda assim, na visão dos analistas, esse aumento na taxa de juros deve ocorrer de forma moderada ao longo do ano que vem, o que não impacta tanto as perspectivas de curto prazo.

Baixe gratuitamente: Dólar e Mini dólar – Desvendando este mercado

Outro fator que contribuía com o desempenho do real era o aumento da oferta de títulos do Tesouro.

No leilão realizado agora há pouco, o órgão disponibilizou 45 milhões de papéis LTN, 2,5 milhões de NTN-F e 1,5 milhão de LFT.

Desse modo, em termos de risco, este é o maior leilão já realizado na história, cuja oferta totalizará R$8,34 milhões.

A liquidação financeira dos títulos está prevista para acontecer amanhã e caso haja venda de pelo menos 50% do lote, o tesouro realizará segunda volta hoje com 20% do total, entre 15h e 17h.

Baixe agora: Guia de A a Z de como se tornar um trader!

Na agenda de indicadores, as vendas do comércio varejista subiram 0,9% em outubro, em comparação a setembro, segundo dados do IBGE.

Acima de tudo, o resultado veio dentro do intervalo projetado pelos especialistas, demonstrando tração no setor e na retomada do consumo.

Às 12h20 (horário de Brasília), o dólar comercial desvalorizava 1,87% contra o real, sendo cotado a R$5,0780 na venda.

Juros futuros operam em alta refletindo Copom mais hawkish

Os juros futuros anotavam aumento nas taxas em todos os períodos, refletindo a decisão mais dura do Copom sobre a taxa básica de juros.

Assim, diante de um cenário de aumento nos níveis de inflação, o BC reconheceu que o aperto monetário será uma realidade em breve.

Com isso, os operadores de renda fixa adicionavam prêmio de risco ao longo da curva, mas de forma especial, nos vértices intermediários.

Baixe agora: Guia do Investidor Iniciante

O DI julho/2021 subia 1,55%, na cotação de 2,29% (2,28% no ajuste anterior) e o DI janeiro/2025 avançava 0,83% sendo vendido a 6,10% (6,11% no ajuste anterior).

Quer ficar informado de todas as novidades sobre as técnicas e estratégias aplicadas ao day trade? Então participe gratuitamente do Canal do Fast Trade no Telegram acessando o link: https://t.me/plataformafasttrade

Dólar registra forte queda com decisão do Copom e leilão de swap

Leia também:

ABEV3, TIET11, CPLE3, PGMN3: as notícias do radar corporativo 

Maia diz que o orçamento de guerra e o estado de calamidade não serão prorrogados

Selic fechará 2020 a 2%, decide Copom


Sobre o autor