Dólar e índiceHome

Dólar recua a R$3,92 mas acumula alta pelo terceiro mês consecutivo

Por Pablo Vinicius Souza
30 abril 2019 - 18:37

O dólar comercial fechou em queda de 0,48% contra o real, mas acumulou alta de 0,19% em abril, avançando pelo terceiro mês consecutivo. No encerramento, a cotação da divisa americana ficou em R$3,92 na venda, depois de ter alcançado R$3,95 na máxima do dia.

Os contratos de juros futuros fecharam o mês praticamente estáveis, com o clima de cautela pesando sobre as incertezas quanto à aprovação da reforma da Previdência, uma vez que o processo enfrentou dificuldades já na fase inicial de tramitação na CCJ.

A sessão foi de oscilações contidas e baixa liquidez devido ao feriado de comemoração ao dia do trabalhador (1º de maio) amanhã, no qual a B3 permanecerá sem operações.

O DI com vencimento para agosto/2019 fechou estável, sendo vendido a 6,44%, o DI para junho/2021 recuou para 7,49% (7,52% no ajuste anterior) e o DI para março/2024 desabou para 8,50% (8,63% no ajuste anterior).

Destaques no mercado brasileiro

Usiminas – Em uma revisão de projeções, o Credit Suisse rebaixou a recomendação da Usiminas de outperform para neutra, avaliando as ações da companhia no preço-alvo de R$9,50.

Santander – O Santander Brasil divulgou os resultados do primeiro trimestre do ano apurando um lucro líquido gerencial de R$3,485 bilhões, o que representa um crescimento de 21,9% em relação ao mesmo período do ano passado.

Segundo dados divulgados pela matriz na Espanha, a filial brasileira se destacou contribuindo com 29% do desempenho de todo o grupo bancário. Além disso, os números mostraram a capacidade da empresa de gerar resultados sólidos recorrentes, podendo superar as projeções de 2019.

E-book: Guia completo e definitivo da Previdência Privada


Sobre o autor