Dólar e índice

Dólar puxa juros médios e longos, refletindo disparada na aversão global ao risco

Por TradersClub
19 julho 2021 - 10:01 | Atualizado em 19 julho 2021 - 18:29
Dólar (DOLFUT): Em dia de ata do Copom, dólar cai com exterior e à espera de falas de diretores do Fed

São Paulo, 19 de julho – O contrato futuro mais negociado do câmbio na B3 abriu em alta nesta segunda-feira, dólar puxa juros para cima, na esteira da aversão global ao risco decorrente da variante Delta do coronavírus, do acordo da Opep+ que aumenta gradualmente a oferta de petróleo e das incertezas locais.

Os contratos do DI com vencimento entre 2022 e 2023 oscilavam, enquanto os mais longos se firmavam na alta, refletindo as projeções maiores para a taxa básica de juros e a inflação deste ano. O contrato de dólar futuro mais negociado na bolsa disparava 1,31% por volta das 09h25, cotado a R$5,18750, no ganho mais pronunciado desde 6 de julho. O volume de negócios projetado para o dia era estimado em R$152 bilhões, de acordo com a Nelogica.

LEIA: Como fazer emissão e preenchimento de DARFs para ações e FIIs?

Mundo afora, os futuros dos índices acionários americanos e os rendimentos dos Treasuries americanos recuam hoje, com preocupações com a rápida disseminação da agressiva cepa do coronavírus. Todos os fundos de índice setoriais das ações que compõem o índice S&P500 derretem, enquanto o índice de volatilidade CBOE VIX disparava 17% no mesmo horário. O petróleo Brent despenca mais de 3,40% no mercado internacional após a Organização dos Países Exportadores de Petróleo e seus aliados, grupo conhecido como Opep+, concordarem ontem em aumentar a produção de petróleo a partir de agosto, para segurar a alta dos preços nos próximos meses.

O mercado global deve operar com cautela à espera da decisão de juros do Banco Central Europeu na quinta. Os investidores devem aproveitar também para ajustar suas carteiras para a reunião de política monetária do Federal Reserve na semana seguinte, em 27 e 28 de julho. Não haverá apresentações de diretores do Fed nesta semana, que entram em período de silêncio. Hoje o presidente americano Joe Biden dará uma coletiva sobre a economia. Deve ressaltar a importância de o Congresso aprovar o pacote de ajuda para a infraestrutura e tratar de questões geopolíticas, especialmente sobre a China e a Rússia.

Dólar puxa juros


Sobre o autor