Dólar e índice

Dólar pode chegar a R$6,20 no curto prazo, diz Credit Suisse

Por Bruna Santos
21 maio 2020 - 07:30 | Atualizado em 21 maio 2020 - 08:25

Embora o dólar esteja oscilando nos últimos pregões, o Credit Suisse mantém sua previsão de que a moeda tocará os R$ 6,20 no curto prazo. A instituição disse ainda não estar pronto para “jogar a toalha” sobre estratégia de preterir o real ante outras divisas emergentes.

De acordo com a Reuters, o real integra a lista de divisas fiscal ou politicamente expostas do banco, que classifica a moeda brasileira como “tóxica”, junto com o peso mexicano.

Na esfera emergente, a instituição monetária suíça declara preferência pelo rublo russo, won sul-coreano e rupia indonésia ante rand sul-africano, peso mexicano e o real.

A divisa americana caiu 1,25% contra o real na quarta-feira (20), fechando cotado a R$5,6870 na venda, ligeiramente abaixo da fronteira psicológica de R$5,70.

Em contrapartida, o real possui o pior desempenho global em 2020, com desvalorização nominal de 29,4% ante o dólar, o que ampara o relatório da Credit Suisse que prevê o dólar a R$ 6,20 em pouco tempo.

Segundo o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, a autoridade monetária continuará atuando no mercado de câmbio e poderá até aumentar as intervenções se considerar necessário.

Leia também: Dólar cai a R$5,81 após BC leiloar US$1 bi em swap cambial

Fluxo cambial ao Brasil fica positivo

Dados do Banco Central mostraram que o fluxo cambial ao Brasil ficou positivo em US$ 1,898 bilhão entre 11 e 15 de maio. Assim sendo, o superávit no mês chegou a US$ 2,337 bilhões.

Por outro lado, o fluxo permanece negativo no acumulado do ano em expressivos US$ 10,394 bilhões.

Ainda de acordo com o BC, o rombo é de US$ 33,356 bilhões do lado financeiro e superávit de US$ 22,962 bilhões nas operações comerciais. No mesmo período de 2019, o fluxo cambial total era positivo em US$ 5,706 bilhões.

Ibovespa fecha em alta de olho na reabertura das economias


Sobre o autor