Dólar e índice

Dólar opera em queda com indicadores no Brasil e nos EUA

Por Fast Trade
09 abril 2020 - 11:44 | Atualizado em 09 abril 2020 - 12:27

O dólar comercial seguia trajetória de queda nesta quinta-feira (09), com os investidores reagindo aos indicadores no Brasil e nos Estados Unidos.

Na manhã de hoje, foi divulgado o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) mensurado em março, revelando uma queda de 0,25% para 0,07%.

Estes dados foram os mais baixos para o referido mês desde a implantação do Plano Real, em 1994, mostrando os primeiros impactos do coronavírus no cenário econômico brasileiro.

Nos EUA, o catalisador do ajuste na divisa americana foi o índice de preços ao produtor (PPI), que recuou apenas 0,2% em março, contrariando as previsões dos economistas.

Além disso, o apetite ao risco foi renovado após o anúncio do Federal Reserve sobre a concessão de US$2,3 trilhões em empréstimos e financiamentos às empresas, para manutenção das atividades.

Apesar do clima positivo predominante nas negociações cambiais, o avanço do Covid-19 segue influenciando o movimento dos ativos, à medida que precifica as perspectivas macroeconômicas de curto prazo.  

Ás 11h43 (horário de Brasília), o dólar comercial caía 1,65% contra o real, sendo cotado a R$5,0540 na venda.

Juros Futuros

Na renda fixa, os contratos de juros futuros apresentavam redução nas taxas em todos os períodos, com destaque à forte queima do prêmio de risco nos vértices intermediários.

O DI janeiro/2021 caía 0,63% sendo negociado a 3,17% (3,20% no ajuste anterior) e o DI janeiro/2025 recuava 1,78% sendo vendido a 6,62% (6,81% no ajuste anterior).

Fique por dentro das principais notícias do mercado financeiro:

Mercados internacionais: Opep+, coronavírus e desemprego

Noticiário corporativo: dividendos, petróleo e prejuízo Aluguel de ações: volume bate recorde em março

Aluguel de ações: volume bate recorde em março


Sobre o autor