Dólar e índice

Dólar opera em alta com exterior e quadro fiscal no foco

Por Fast Trade
20 novembro 2020 - 13:39 | Atualizado em 20 novembro 2020 - 15:15

O dólar comercial opera em alta nesta sexta-feira (20), com o quadro fiscal no foco dos investidores após a paralisação dos debates sobre o orçamento.

Depois de abrir em queda refletindo a entrada de fluxo de capital, a divisa americana mudou de direção, desviando do comportamento do exterior.

Embora não haja um gatilho específico para este movimento, os fatores domésticos prevaleciam no câmbio, inspirando uma trajetória de forte aversão ao risco.

Baixe gratuitamente: Dólar e Mini dólar – Desvendando este mercado

Nesse sentido, as incertezas sobre o andamento da agenda de reformas abriram espaço para mais um dia de depreciação da moeda brasileira.

Além disso, pesavam as declarações do ministro da Economia, Paulo Guedes, sobre a possibilidade de venda das reservas cambiais para reduzir a dívida pública.

As palavras do ministro agradaram ao mercado, mas não conseguiram reverter o pessimismo com o ambiente político e em relação à pandemia.

Apesar de Guedes já ter abordado este assunto antes, os analistas avaliam que é pouco provável que este cenário se concretize. Isto porque, há outros mecanismos que podem ser utilizados na redução do endividamento.

Baixe agora: Guia de A a Z de como se tornar um trader!

Ao mesmo tempo, a obstrução das pautas econômicas no Congresso sinalizava dificuldades de articulação em torno de um projeto que cumpra a agenda liberal.

E ainda que alguma proposta avance este ano, é pouco provável que os temas impopulares sejam colocados em discussão, mesmo após o segundo turno.

Às 12h39 (horário de Brasília), o dólar comercial subia 0,92% contra o real, sendo cotado a R$5,3640 na venda.

Juros futuros avançam seguindo a trajetória cambial

Os contratos de juros futuros apresentavam aumento nas taxas em todos os períodos, seguindo a trajetória cambial de valorização.

Em dia atípico do mercado local, os agentes adicionavam prêmio de risco aos DIs em atenção ao turbulento cenário político.

Da mesma forma, os riscos fiscais contaminavam as perspectivas sobre o orçamento e a recuperação econômica do país.

Baixa agore: Guia do Investidor Iniciante

O DI abril/2021 avançava 0,24%, na cotação de 2,07% (2,06% no ajuste anterior) e o DI janeiro/2025 subia 0,59% sendo vendido a 6,84% (6,80% no ajuste anterior).

Quer ficar informado de todas as novidades sobre as técnicas e estratégias aplicadas ao day trade? Então participe gratuitamente do Canal do Fast Trade no Telegram acessando o link: https://t.me/plataformafasttrade

Dólar opera em alta com exterior e quadro fiscal no foco

Leia também:

Desdobramento de ações, debêntures e dividendos

Agronegócio: balança comercial anotou superávit recorde entre janeiro e outubro


Sobre o autor