Dólar e índice

Dólar fecha a R$5,59 em sessão de forte queda com entrada de fluxo sazonal

Por Fast Trade
06 abril 2021 - 18:42 | Atualizado em 06 abril 2021 - 21:08

O dólar comercial fechou em queda de 1,41% nesta terça-feira (06), na cotação de R$5,5990 na venda, graças à entrada de fluxo sazonal de recursos estrangeiros.

Com este resultado, a divisa americana registrou o menor patamar de fechamento em duas semanas, devolvendo parte dos ganhos acumulados. Desse modo, o desempenho do real foi de longe o melhor dentre as moedas emergentes, seguido do peso colombiano.

Além do alívio no cenário político, o ingresso de recursos da safra de grãos contribuiu com o fortalecimento do câmbio local.

Da mesma forma, as notícias referentes à importação da vacina Sputnik, da Rússia, também ficaram no radar dos investidores. Na sessão de hoje, o presidente Jair Bolsonaro se comprometeu a resolver os impasses à liberação do medicamento para ser utilizado no país.

Dólar e Mini dólar – Desvendando este mercado

Em contrapartida, também repercutiu a informação de que o Planalto vetará parcialmente o texto-base do orçamento de 2021, já aprovado pelo Congresso. Com isso, o presidente deve colocar em segundo plano as demandas de ajuste fiscal do ministro Paulo Guedes.

Fazendo prevalecer a opinião da ala ligada ao Centrão, Bolsonaro enfrentará o desconforto de lidar com o aumento dos gastos, contrariando o compromisso com o teto constitucional.

Por fim, as declarações do presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, também ajudaram a manter o viés de queda do real. O dirigente comentou que as incertezas sobre o orçamento são prejudiciais e podem afastar potenciais investidores.

Ao mesmo tempo, ele destacou que o ciclo de altas na taxa Selic será mais agressivo, porém, de menor duração, visando trazer estabilidade ao mercado interno.

Juros futuros avançam refletindo o leilão de títulos do Tesouro

Os contratos de juros futuros encerraram com aumento nas taxas em todos os períodos, reagindo ao leilão de títulos do Tesouro Nacional.

Isto porque, o órgão aumentou a oferta total para 2,75 milhões de títulos NTN-B, dobrando a quantidade de papeis disponibilizados na semana passada.

Ao longo de toda a curva a termo, os trechos intermediários atingiram um aumento de até 6 pontos-base, concentrando a adição de prêmio. Desse modo, como o mercado está sem volume, o leilão pressionou um ajuste, apesar da absorção integral dos títulos.

Guia de A a Z de como se tornar um trader!

Ademais, o mercado de renda fixa também monitorou as discussões sobre o orçamento e o impasse quanto aos mecanismos de ajuste que ficaram fora do texto.

O DI julho/2021 subiu a 3,33% (3,32% no ajuste anterior), o DI outubro/2022 avançou para 6,18% (6,12% no ajuste anterior) e o DI janeiro/2024 saltou a 7,67% (7,58% no ajuste anterior).

Quer ficar informado de todas as novidades sobre o mercado financeiro? Então participe do Canal do Fast Trade no Telegram acessando o link: https://t.me/plataformafasttrade

Dólar fecha a R$5,59 em sessão de forte queda com entrada de fluxo sazonal

Leia também:

Petróleo tem sessão de ganhos apoiado pelas perspectivas de recuperação global

Maratona de licitações pode gerar investimentos de R$20 bi em abril

Gol reporta taxa de ocupação de voos em 71,8% e mais resultados prévios de março


Sobre o autor