Dólar e Câmbio

Dólar fecha a R$ 5,41 em novo pregão de queda ajudado pelo exterior

Por Fast Trade
20 janeiro 2022 - 18:52 | Atualizado em 20 janeiro 2022 - 19:27
dólar futuro

O dólar comercial fechou em queda de 0,88% nesta quinta-feira (20), na cotação de R$ 5,4150 na venda, em novo pregão de alívio ajudado pelo exterior. Dando continuidade ao rali de baixa registrado nos últimos dias, a divisa americana também se enfraqueceu nos demais mercados emergentes.

Além de contar com um quadro internacional mais otimista e construtivo para ativos de risco, o câmbio local também se beneficiou com a melhora da percepção do investidor sobre o cenário político.

Como resultado, a moeda dos EUA negociou abaixo da fronteira psicológica de R$ 5,40 pela primeira vez desde 11 de novembro. E a valorização do real acelerou a desmontagem de posições compradas em dólar, o que impulsionou o movimento de ajuste de alta na divisa brasileira.

+ Derivativos: o guia definitivo para começar a investir

Outro fator que também favoreceu a descompressão no mercado foi a decisão do Banco Central da China de reduzir as taxas de juros de empréstimos de referência. Assim, para os créditos com vencimento em 1 ano, a taxa passou de 3,8% para 3,7%, enquanto os de 5 anos tiveram queda de 4,65% para 4,6%.

No Brasil, ganhou destaque as falas do presidente Jair Bolsonaro sobre a suspensão do reajuste salarial dos policiais e o aumento para as demais categorias. Segundo ele, os servidores terão aumento apenas em 2023, sinalizando que não realizará concessões neste mandato.

Juros futuros recuam de olho nas Treasuries e no leilão do Tesouro

Os contratos de juros futuros encerraram com redução nas taxas ao longo da curva, refletindo o comportamento das Treasuries americanas. Os rendimentos dos t-notes com vencimento de dez anos registraram baixa, provocando uma forte queima de prêmio nos DIs locais.

Nesse sentido, os analistas do Citi afirmaram que o mercado apresentou reações mistas, oscilando entre um tom mais agressivo do Federal Reserve e a melhora dos índices econômicos nos países emergentes.

+ Guia de A a Z de como se tornar um trader

Ao mesmo tempo, ficou no radar o leilão de títulos do Tesouro Nacional registrando um menor volume na oferta de títulos prefixados. Por fim, com a redução do risco implícito, o órgão favoreceu o alívio nas taxas, sobretudo, por não distribuir a quantidade integral de papéis. Em contrapartida

O DI junho/2022 caiu a 11,29% (11,32% no ajuste anterior), o DI julho/2023 recuou para 11,83% (11,97% no ajuste anterior) e o DI julho/2025 declinou a 11,08% (11,19% no ajuste anterior).

Quer ficar informado de todas as novidades sobre o mercado financeiro? Então participe do Canal do Fast Trade no Telegram acessando o link: https://t.me/plataformafasttrade

Dólar fecha a R$ 5,41 em novo pregão de queda ajudado pelo exterior

Leia também:

O ciclo de alta nos juros do Brasil pode estar perto do fim, diz Campos Neto

Bitcoin acompanha o mercado acionário e sobe recuperando a faixa de US$ 43 mil

Ações da Alliar avançam 15% após o anúncio da venda ao fundo de Nelson Tanure


Sobre o autor