Dólar e índice

Dólar é negociado a R$5,21 após relatório de emprego dos EUA

Por Fast Trade
07 maio 2021 - 12:00 | Atualizado em 07 maio 2021 - 13:04
DIs caem antes de Payroll

Após fechar em queda de 1,68% na véspera (06), no menor nível desde janeiro (R$ 5,2770), o dólar comercial já renovou a mínima.

Às 11h56, a moeda recuava 1,28%, a R$ 5,210 na venda, seu menor patamar intradiário desde janeiro. Na mínima intradia do pregão, o dólar chegou a ser negociado a R$ 5,207.

+ Dólar e Mini dólar – Desvendando este mercado

O mercado repercute o relatório de empregos dos Estados Unidos referente ao mês de abril, divulgado pelo Departamento de Trabalho local.

De acordo com a leitura, os EUA criaram apenas 266 mil vagas de trabalho no mês passado, ficando abaixo da expectativa em pesquisa da Reuters.

Conforme projetado anteriormente, o mercado acreditava que a economia norte-americana iria criar 978 mil postos de trabalho no período.

Assim também, o resultado representa uma forte queda contra o número registrado em março, de 916 mil novos postos de trabalho.

Desse modo, a taxa de desemprego ficou em 6,1%, acima das projeções compiladas pela Refinitiv de economistas (5,8%). Na passagem de fevereiro para março, o desemprego na maior economia do mundo recuou de 6,2% para 6%.

+ Guia de A a Z de como se tornar um trader!

Payroll pressiona o dólar

“Quase todas as principais moedas viraram para alta contra o dólar após a divulgação dos dados, e as que já estavam subindo acentuaram muito o movimento”, comentou o estrategista da RB Investimentos, Gustavo Cruz.

Na avaliação dele, o sinal passado pelo relatório do Departamento de Trabalho é de que a recuperação do mercado local está longe de completa.

Nesse sentido, os dados abafam os ruídos em torno de um possível aperto monetário pelo Federal Reserve, segundo ele.

+ Relatório: alocação de recursos

“Se o mercado de trabalho já estivesse superaquecendo, a perspectiva de elevação de juros seria mais alta e isso pressionaria uma saída de recursos de países emergentes para os Estados Unidos”, observou.

“Com o Payroll bem abaixo do esperado, isso dá conforto para outras moedas ao redor do mundo”, concluiu o estrategista.

Como resultado da parcial desta manhã, o dólar caminha para um recuo aproximado de 3,5% contra o real ante o fechamento da última sexta-feira (30) de abril. Ao mesmo tempo, a divisa norte-americana caminha para sua sexta perda semanal seguida.

Assim também, as taxas do contrato de depósito interfinanceiro (DI) para janeiro de 2027 recuavam 0,69% às 11h45, passando de 8,65% do fechamento anterior, para 8,59%.

Leia também: Lucro da Neoenergia (NEOE3) dispara 75% e chega a R$ 1 bilhão no 1º trimestre

Quer ficar informado de todas as novidades sobre o mercado financeiro? Então participe do Canal do Fast Trade no Telegram através do link: https://t.me/plataformafasttrade.


Sobre o autor