Dólar e índiceHome

Dólar dispara a R$5,19 e fecha superando novo recorde histórico

Por Fast Trade
18 março 2020 - 18:32
Dólar (DOLFUT): Em dia de ata do Copom, dólar cai com exterior e à espera de falas de diretores do Fed

O dólar comercial disparou 3,90% nesta quarta-feira (18), fechando na cotação de R$5,1955 na venda, depois de alcançar R$5,2575 na máxima do dia.

Com isso, a divisa americana atingiu um novo recorde histórico, impulsionado pela onda de aversão ao risco, que pressionou os mercados internacionais.

O sentimento de forte desconfiança quanto à eficácia das medidas de estímulos aplicadas pelos países, levou os investidores a ajustarem posições, buscando maior segurança.

Este movimento fortaleceu o dólar contra as principais moedas emergentes, evidenciando a criticidade do momento em relação ao avanço do coronavírus.

No Brasil, foram reportados mais de 300 casos de infecção e cerca de 3 pessoas vieram a óbito, confirmando a previsão de que a propagação da doença crescerá exponencialmente no país.

Na tentativa de conter a depreciação do real, o Banco Central realizou dois leilões extraordinários de recursos à vista, além da oferta de US$2 bilhões que havia anunciado na véspera.

Contudo, a medida não conseguiu fazer frente às turbulências do momento e a moeda brasileira permaneceu em território negativo, apresentando um dos piores desempenhos dentre as demais divisas.

Juros Futuros

Na renda fixa, os contratos de juros futuros encerraram com forte recomposição do prêmio de risco, refletindo as incertezas sobre os desdobramentos da pandemia.

O DI setembro/2020 disparou para 3,95% (3,53% no ajuste anterior), o DI janeiro/2025 subiu para 7,92% (6,59% no ajuste anterior) e o DI janeiro/2027 desceu para 8,59% (7,38% no ajuste anterior).


Sobre o autor