Dólar e índice

Dólar devolve os ganhos e fecha a R$5,15 com foco no noticiário externo

Por Fast Trade
30 julho 2020 - 17:55 | Atualizado em 30 julho 2020 - 18:41
DOLFUT: Após forte alívio, dólar sobe com tensão externa em dia de compromissadas, decisão do vídeo; Kanczuk no radar

O dólar comercial fechou em queda de 0,41% nesta quinta-feira (30), na cotação de R$5,1550 na venda, com foco no noticiário externo.

Depois de oscilar em alta a maior parte do dia, a divisa americana devolveu os ganhos, passando a ser negociada em território negativo.

Nesse contexto, ficou em destaque a temporada de resultados corporativos do cenário doméstico e a agenda de indicadores internacionais.

Além do excessivo desconto em relação às demais divisas emergentes, o ambiente mais propenso ao risco também contribuiu com o bom desempenho do real.

Baixe agora: Guia completo para obter sucesso nos investimentos na Bolsa

Desse modo, segundo os analistas, haveria um espaço para a correção da moeda brasileira, que segue liderando o ranking de depreciação anual contra o dólar.

Mais cedo, o câmbio esboçou uma reação moderada após o Departamento do Trabalho dos EUA divulgar que o Produto Interno Bruto (PIB) sofreu uma contração de 32,9% no segundo trimestre.

Embora o país tenha registrado o maior tombo de sua história, o cenário de queda veio menos grave, com números acima do previsto.

Outro fator que adicionou volatilidade pressão foi o aumento do número de pedidos de seguro-desemprego ao governo americano, que contabilizou 1,434 milhão de novas solicitações na semana passada.

Baixe agora: Guia de A a Z de como se tornar um trader

Nesse sentido, a aumento na demanda pelo auxílio sugere que a recuperação do mercado de trabalho no país está passando por uma fase de estagnação, em meio ao avanço do Covid-19 e ao enfraquecimento do consumo.

Da mesma forma, as declarações de Donald Trump sobre adiar as eleições presidenciais agendadas para novembro, acentuaram as incertezas.

Segundo ele, o avanço do coronavírus no país e o alto risco de fraude na votação realizada pelo correio são ameaças potenciais à lisura do pleito.

Juros Futuros registram expressiva queda refletindo o enfraquecimento da atividade global

Na renda fixa, os contratos de juros futuros encerraram com expressiva queda, refletindo o cenário de enfraquecimento da atividade econômica global.

Amparados na percepção de que a retomada do crescimento será prejudicada pelo avanço do coronavírus, os investidores reduziram uma margem considerável no prêmio de risco.

Baixe agora: Estratégia Long e Short – Saiba como operar

Isto porque, os indicadores nos EUA e na Europa mostraram a profundidade dos impactos financeiros, despertando o alerta para um prolongamento do período de recessão.

O DI dezembro/2020 caiu para 1,91% (1,93% no ajuste anterior), o DI julho/2023 recuou para 4,14% (4,30% no ajuste anterior) e o DI janeiro/2027 cedeu para 6,11% (6,29% o ajuste anterior).

Quer ficar informado de tudo o que acontece no mercado financeiro? Então participe gratuitamente do canal do Fast Trade no Telegram acessando o link: https://t.me/plataformafasttrade

Dólar devolve os ganhos e fecha a R$5,15 com foco no noticiário externo

Leia também:

Preços do petróleo recuam com dados econômicos fracos nos EUA

Soja brasileira deve bater recorde superior a 130 mi de t na safra 2020/21


Sobre o autor