Dólar e índiceHome

Dólar desacelera e fecha a R$3,95

Por Pablo Vinicius Souza
06 maio 2019 - 18:32

Depois de tocar em R$3,97 na máxima do dia, o dólar desacelerou e fechou na cotação de R$3,95 contra o real brasileiro. Destoando dos demais mercados no exterior, a valorização da divisa americana de apenas 0,47% demonstrou que o posicionamento dos investidores deve estar mais brando internamente.

Isso porque o dólar já está alcançando os níveis máximos. Na sessão, o real ficou em posição intermediária, considerando o salto da moeda americana contra os pares emergentes, sobretudo o rand sul-africano e o peso argentino.

Os contratos de juros futuros encerraram com leve queda nas taxas, embora o clima de maior aversão ao risco no exterior tenha despertado a insegurança nos investidores. Os níveis de atividade industrial muito fracos impedem que a curva a termo avance mesmo em períodos de grande turbulência.

Por outro lado, a inflação pressionada impede que os contratos mergulhem em forte queda. Por isso, a variação das taxas é contida, mesmo diante de determinados choques de oferta, como nos alimentos, no câmbio e no petróleo.

O DI com vencimento para novembro/2019 caiu para 6,43% (6,47% no ajuste anterior), o DI para junho/2021 declinou para 7,40% (7,42% no ajuste anterior) e o DI para junho/2025 recuou para 8,75% (8,77% no ajuste anterior).

Leia mais:

Ibovespa cai 1% com declarações de Trump e aumento nas tensões EUA-China


Sobre o autor