Dólar e CâmbioHome

Dólar cai a R$4,64 com leilão do Banco Central e alívio no exterior

Por Fast Trade
10 março 2020 - 18:34

O dólar comercial caiu 1,71% nesta terça-feira (10), fechando na cotação de R$4,6450 na venda, pressionado pelo clima de alívio no exterior e nova atuação do Banco Central.

Em dia de recuperação moderada em todos os fronts, a divisa americana perdeu força contra as principais moedas emergentes e atreladas às commodities.

No caso do real, a depreciação do dólar foi ainda mais intensa após a autoridade monetária anunciar o leilão de US$2 bilhões em recursos à vista, no mercado de spot.

A moeda brasileira também contou com um suporte extra da notícia de que Washington promoverá um pacote de estímulos fiscais para minimizar os impactos causados pelo avanço do coronavírus.

Segundo relatos da mídia norte-americana, a medida foi aprovada por republicanos e democratas, tendo em vista os danos provocados pela epidemia e a rápida disseminação no país.

Embora o câmbio tenha engatado um movimento de recuperação, o sentimento sobre os riscos apresentados pelo Brasil ainda não voltou aos patamares observados na semana passada.

Os dados mensurados pela Markit mostraram que o spread do CDS brasileiro operava em 168, cerca de 16,7% acima dos 145 pontos anotados na sessão da última sexta.

Além disso, enquanto a “crise” do petróleo entre a Rússia e a Opep não for solucionada, alguns ativos emergentes, como o real, tendem a ser fortemente pressionados pela volatilidade típica das commodities.

Juros Futuros

Na renda fixa, os contratos de juros futuros encerraram em queda, acompanhando a depreciação do dólar e embutindo a expectativa de corte na taxa Selic.

O DI outubro/2020 caiu para 3,88% (3,95% no ajuste anterior), o DI julho/2025 desceu para 6,36% (6,51% no ajuste anterior) e o DI janeiro/2027 recuou para 6,81% (6,95% no ajuste anterior).


Sobre o autor