Dólar e índiceHome

Dólar cai a R$3,79, fechando no menor valor em três meses

Por Pablo Vinicius Souza
04 julho 2019 - 18:35

Registrando a segunda baixa consecutiva, o dólar alcançou, no pregão de hoje, o menor valor de fechamento dos últimos três meses, impulsionado pela reforma da Previdência.

O texto principal da proposta foi aprovado na Comissão Especial da Câmara por 36 votos favoráveis e 13 contrários. Ainda faltam votar os destaques de bancada, que devem estender a duração da sessão.

Com a aprovação, crescem as expectativas de que o governo conseguirá colocar o texto final para votação no plenário da casa legislativa, antes do recesso parlamentar.

Enquanto isso, no exterior, as Bolsas americanas permaneceram fechadas devido ao feriado do Dia da Independência, porém, isso não abalou o otimismo frente às perspectivas de que o Federal Reserve reduzirá a taxa de juros dos EUA no curto prazo.

No fim da tarde, o dólar comercial encerrou com desvalorização de 0,71% contra o real brasileiro, sendo cotado a R$3,7990 na venda.

No mercado de renda fixa, os juros futuros acompanharam o comportamento do câmbio e fecharam com queda nas taxas em todos os períodos.

Os preços dos contratos já haviam precificado a aprovação da reforma desde o início das operações e, por isso, o movimento de queda não sofreu repique adicional.

Com isso, O DI outubro/2020 caiu para 5,75% (5,78% no ajuste anterior), o DI janeiro/2024 declinou para 6,86% (6,90% no ajuste anterior) e o DI janeiro/2028 desabou para 7,39% (7,49% no ajuste anterior).

Leia mais:

Ibovespa dispara 1,56% e bate um novo recorde com aprovação da Previdência na Comissão Especial

Petróleo fecha em queda com tensões geopolíticas e sessão de baixa liquidez

Noticiário Corporativo: Usiminas (USIM5) e Gerdau (GGBR4)


Sobre o autor