Dólar e Câmbio

Dólar cai 1,60% e fecha a R$ 5,58 refletindo o IPCA e as declarações de Powell

Por Fast Trade
11 janeiro 2022 - 18:43 | Atualizado em 11 janeiro 2022 - 19:28
Dólar
Créditos: shutterstock.com

O dólar comercial fechou em queda de 1,60% nesta terça-feira (11), na cotação de R$ 5,5820 na venda, refletindo o IPCA mais forte. Divulgado hoje, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) subiu 0,73% em dezembro, ampliando as perspectivas de um aumento maior na taxa Selic.

No ano, o indicador subiu 10,06%, ficando acima da faixa do intervalo de tolerância definido pelo Conselho Monetário Nacional (CMN). Vale lembrar que um diferencial de juros maior entre o Brasil e o exterior tende a deixar a moeda brasileira mais atrativa, devido à sua rentabilidade.

+ Confira o Glossário do mundo trader e fique por dentro do termos

Ao mesmo tempo, no exterior, os investidores reagiram às declarações do presidente do Federal Reserve, Jerome Powell. No senado dos EUA, o executivo deu explicações sobre a política monetária adotada e confirmou que existe uma discussão sobre como será realizada a redução do balanço patrimonial da instituição.

No entanto, ele enfatizou que uma decisão sobre o assunto pode demorar de 3 a 4 reuniões, considerando a complexidade do assunto. O mercado avaliou o tom utilizado por Powell como moderado, de modo que a abordagem conduziu a um movimento de realização de lucros também no exterior.

Com isso, o real liderou os ganhos entre as principais moedas globais, principalmente, porque a divisa está muito descontada em comparação aos demais pares emergentes. Dados coletados por uma agência mostraram que as apostas na desvalorização do real retrocederam aos menores níveis.

Juros futuros fecham mistos digerindo os dados de inflação

Os contratos de juros futuros encerraram mistos, com leve baixa nos vértices intermediários e aumento nos trechos mais longos. No radar, a piora nos dados da inflação reforçou a leitura de que será necessário um aperto monetário mais intenso.

Isto porque, a média dos núcleos acompanhados pelo Banco Central acelerou, subindo de 0,61% em novembro, para 0,90% em dezembro. E apesar de retirar os alimentos deste critério, a difusão de alta nos preços subiu para 75,6% no mês passado, atingindo o maior nível desde 2004.

+ Guia de A a Z de como se tornar um trader

O movimento, contudo, foi limitado, pois as maiores alterações na curva a termo aconteceram na véspera, quando os agentes de mercado já antecipavam este cenário ruim.

O DI abril/2022 fechou estável a 10,81%, o DI julho/2023 caiu para 12,08% (12,09% no ajuste anterior) e o DI julho/2025 subiu a 11,43% (11,41% no ajuste anterior).

Quer ficar informado de todas as novidades sobre o mercado financeiro? Então participe do Canal do Fast Trade no Telegram acessando o link: https://t.me/plataformafasttrade

Dólar cai 1,60% e fecha a R$ 5,58 refletindo o IPCA e as declarações de Powell

Leia também:

Ações da Enjoei dispararam 6% após a prévia operacional superar as expectativas

3Tentos protocola na CVM follow-on aberto a todas as categorias de investidores

Bradesco BBI recomenda a “compra” das ações da Petz com preço-alvo de R$ 25


Sobre o autor