Dólar e Câmbio

Dólar cai 1,26% e fecha a R$ 5,25 no menor patamar em cinco meses

Por Fast Trade
07 fevereiro 2022 - 19:05 | Atualizado em 07 fevereiro 2022 - 19:41

O dólar comercial fechou em queda de 1,26% nesta segunda-feira (07), na cotação de R$ 5,2520 na venda, no menor patamar em cinco meses. A divisa americana se enfraqueceu contra as principais moedas globais, repercutindo o ingresso de recursos no câmbio local.

Nesse contexto, o real liderou os ganhos do dia entre 33 pares do dólar, ainda impulsionado pelo movimento de ajuste frente à alta atratividade dos juros brasileiros. Além disso, o mercado também repercutiu a decisão de política monetária do Banco Central, à espera da divulgação da ata do Copom.

+ Calendário do Trader 2022: Baixe agora!

Outro aspecto que também pesou foi o aumento do Índice Geral de Preços – DI (IGP-DI) de janeiro, que veio bem acima do esperado e reforçou a leitura de que os juros ficarão acima do patamar restritivo.

Ao mesmo tempo, lá fora, os investidores continuam monitorando a crise Rússia-Ucrânia, com o aumento das tensões, apesar das tentativas dos EUA e da União Europeia de manter o diálogo aberto.

Juros futuros têm firme queda acompanhando o viés do câmbio

Os contratos de juros futuros encerraram com queda nas taxas em todos os períodos, em sintonia com o viés negativo do câmbio. O declínio nos trechos intermediários foi mais intenso, chegando a atingir dez pontos-base de baixa, em relação ao ajuste anterior.

Desse modo, o que se percebe é que a curva está se nivelando, reduzindo o spread contabilizado entre os juros de curto e longo prazo. O bom desempenho do real tem acelerado a queima de prêmio de risco em praticamente todos os vértices, sobretudo, os DIs da ponta mais longa.

+ Guia de A a Z de como se tornar um trader

Segundo um gestor, “esse cenário menos negativo tem que entrar no preço e retirar alguma pressão da ponta longa. Já a ponta curta permanece ancorada pelo Copom”. Por fim, vale ressaltar que a estrutura da curva sinaliza uma chance de alta de 1% na Selic na reunião de março.

O DI junho/2022 subiu a 11,49% (11,46% no ajuste anterior), o DI julho/2023 caiu para 11,86% (11,88% no ajuste anterior) e o DI julho/2025 recuou a 10,97% (11,05% no ajuste anterior). Desse modo

Quer ficar informado de todas as novidades sobre o mercado financeiro? Então participe do Canal do Fast Trade no Telegram acessando o link: https://t.me/plataformafasttrade

Dólar cai 1,26% e fecha a R$ 5,25 no menor patamar em cinco meses

Leia também:

Oncoclínicas anuncia a aquisição da Cemise e fortalece a sua estratégia de expansão

Weg deve continuar resiliente e ações estão a um preço atraente, diz Credit Suisse

Hapvida e NotreDame Intermédica tem sinergias consideradas baixas e mercado reage com queda


Sobre o autor