Dólar e índice

Dólar cai 1,02% e fecha a R$ 5,45 após atuação do BC e aceno dos dirigentes

Por Fast Trade
15 outubro 2021 - 18:41 | Atualizado em 15 outubro 2021 - 19:57
fraca liquidez

O dólar comercial fechou em queda de 1,02% nesta sexta-feira (15), na cotação de R$ 5,4530 na venda, após nova atuação do Banco Central. Neste pregão, a instituição ofertou mais de US$ 1 bilhão por meio de contratos de swap cambial tradicional, aliviando a forte demanda pela moeda.

Além disso, as declarações dos dirigentes do BC contribuíram para acalmar os investidores. Tanto o presidente, Roberto Campos Neto, quanto o diretor de política monetária, Bruno Serra, acenaram ao mercado, reforçando a ideia de que há uma grande vigilância sobre as oscilações do câmbio.

+ Clube de investimentos: Tudo o que você precisa saber

Da mesma forma, os executivos ressaltaram que a instituição pretende intervir nas operações sempre que for necessário e que houver choques de inflação. Até porque, a perspectiva é que aconteça uma convergência dos preços à meta estabelecida em 2022, caso o BC persista com a elevação de 1% na Selic.

Como resultado, a divisa americana recuou 1,13% na semana, reduzindo a 0,13% sua valorização mensal frente à moeda brasileira. Apesar disso, os analistas alertaram que a tendência global está cada vez menos favorável aos mercados emergentes, sobretudo, ao real.

Juros futuros avançam acompanhando o movimento das Treasuries

Os contratos de juros futuros encerraram com aumento nas taxas intermediárias e longas, acompanhando o movimento dos rendimentos dos títulos do Tesouro americano (Treasuries). Na sessão de hoje, o DI mais negociado registrou a movimentação de 620 mil contratos e tinha vencimento para janeiro de 2023.

Nesse sentido, as preocupações inflacionárias ganharam força, sobretudo, após os preços do petróleo contabilizarem novo aumento. O barril tipo Brent atingiu a faixa de US$ 85 em Londres.

+ Guia de A a Z de como se tornar um trader

Por fim, o mercado de juros também se ajustava ao início da redução dos estímulos nos EUA, que deve acontecer já a partir de novembro ou dezembro, com término previsto para julho de 2022.

O DI fevereiro/2022 fechou estável a 7,63%, o DI abril/2023 avançou para 9,51% (9,34% no ajuste anterior) e o DI janeiro/2025 saltou a 10,24% (10,06% no ajuste anterior).

Quer ficar informado de todas as novidades sobre o mercado financeiro? Então participe do Canal do Fast Trade no Telegram acessando o link: https://t.me/plataformafasttrade

Dólar cai 1,02% e fecha a R$ 5,45 após atuação do BC e aceno dos dirigentes

Leia também:

Bitcoin atinge a faixa de US$ 61 mil com possível aprovação de um ETF nos EUA

Citi inicia a cobertura das ações da Locaweb com preço-alvo de R$ 27

JBS avança nos EUA com a aquisição da Sunnyvalley por US$ 90 milhões


Sobre o autor