Dólar e índice

Dólar avança a R$5,51 com surpresa na Turquia e piora no surto do Covid-19

Por Fast Trade
22 março 2021 - 18:09 | Atualizado em 22 março 2021 - 19:32
Dólar sobem antes de inflação

O dólar comercial fechou em alta de 0,68% nesta segunda-feira (22), na cotação de R$5,5180 na venda, após a surpresa na Turquia abalar o mercado.

Nesse sentido, ficou em destaque a decisão do presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, de demitir o chefe do Banco Central do país, Naci Agbal. O ex-líder da instituição era visto pelos analistas como um dos únicos nomes de credibilidade do setor.

Desse modo, ao longo de seu mandato, o executivo implementou um choque de juros, elevando as taxas referenciais de 10,25% para 19% ao ano. Embora essa medida possa resultar em inflação, tem o condão de resolver a questão da liquidez no curto prazo, já que tende a atrair muito fluxo de capital.

Assim, devido à efeitos técnicos de redução de posições, quase todas as moedas emergentes sofreram o impacto, perdendo terreno contra a divisa americana.

Dólar e Mini dólar – Desvendando este mercado

Apesar disso, alguns analistas acreditam que o movimento ficará concentrado e restrito à Turquia, uma vez que a situação não encontra respaldo ou similaridade em outros países.

Outro fator de peso foi o agravamento da pandemia, com a média móvel do número de mortes renovando a máxima pelo 13º dia consecutivo. Ao mesmo tempo, mais de 20 estados do país estão registrando altas taxas de disseminação, com risco de colapso iminente na rede pública de saúde.

Em meio à críticas do presidente Jair Bolsonaro, muitos governadores decretaram lockdown regional e toque de recolher, com o objetivo de frear o surto de contágio.

Juros futuros fecham em alta com foco no exterior

Os contratos de juros futuros encerraram com aumento nas taxas em todos os períodos, refletindo a piora no sentimento de risco no exterior.

Isto porque, a troca de comando no Banco Central da Turquia provocou incertezas, derrubando os mercados emergentes. Em determinado momento, os juros longos chegaram a subir quase 30 pontos-base, absorvendo a pressão do mercado.

No entanto, houve uma leve redução na inclinação da curva a termo, levando os DIs a ficarem longe das máximas. Os agentes de renda fixa ajustaram posições em expectativa à divulgação da ata da última reunião do Copom, cuja divulgação acontecerá amanhã.

Clube De Investimentos Tudo Que Você Precisa Saber

O DI julho/2021 caiu para 2,97% (2,98% no ajuste anterior), o DI outubro/2022 avançou para 5,96% (5,91% no ajuste anterior) e o DI janeiro/2024 saltou para 7,23% (7,12% no ajuste anterior).

Quer ficar informado de todas as novidades sobre o mercado financeiro? Então participe do Canal do Fast Trade no Telegram acessando o link: https://t.me/plataformafasttrade

Dólar avança a R$5,51 com surpresa na Turquia e piora no surto do Covid-19

Leia também:

Petróleo tem leve alta apesar dos temores sobre a demanda na Europa

Credit Suisse projeta ano positivo para a Bolsa de valores brasileira

Proventos Hermes Pardini (PARD3), Log (LOGG3) e Copasa (CSMG3)


Sobre o autor