Dólar e índiceHome

Dólar avança a R$4,18 com receios sobre a disseminação do vírus

Por Fast Trade
24 janeiro 2020 - 20:11

O dólar comercial subiu 0,43% nesta sexta-feira (24), fechando na cotação de R$4,1840 na venda, pressionado pelas preocupações com a disseminação do coronavírus.

Com as negociações desta sessão, a divisa americana interrompeu a sequência de dois pregões em queda e anotou ganhos semanais de 0,45%.

A confirmação de novos casos de infecção pelo vírus nos Estados Unidos e na França levou o índice VIX de volatilidade a anotar a maior alta diária desde agosto do ano passado.

O aumento significativo do número de mortos e infectados gerou apreensão dos investidores em relação à dimensão que essa epidemia pode alcançar, o que resultou na elevação da demanda por ativos mais seguros.

O sentimento de aversão ao risco prevaleceu nos mercados internacionais, induzindo o dólar a valorizar contra 26 das 33 principais moedas mais líquidas do mundo.

Apesar disso, o movimento do câmbio local continua descolado da Bolsa na visão de alguns analistas, mostrando que há um certo tom de otimismo com o ambiente interno, o que dá espaço para novas correções da moeda brasileira.

Juros Futuros

Na renda fixa, os contratos de juros futuros encerraram com leve queda nas taxas, com os investidores reagindo ao cenário mais positivo para a inflação.

Além disso, durante um evento da XP Investimentos, o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, disse que há uma defasagem na política monetária que não foi devidamente dissipada.

Ele acrescentou que, a partir de agora, as medidas adotadas serão mais potentes, impulsionando os vértices mais curtos e intermediários a devolverem parte das perdas.

O DI outubro/2020 caiu para 4,24% (4,26% no ajuste anterior), o DI janeiro/2023 declinou para 5,54% (5,57% no ajuste anterior) e o DI janeiro/2027 recuou para 6,68% (6,71% no ajuste anterior).


Sobre o autor