Dólar e Câmbio

Dólar avança a R$ 5,67 acompanhando a aversão ao risco global

Por Fast Trade
10 janeiro 2022 - 18:41 | Atualizado em 10 janeiro 2022 - 19:40
dólar-câmbio-divisa-americana

O dólar comercial fechou em alta de 0,78% nesta segunda-feira (10), na cotação de R$ 5,6730 na venda, acompanhando a aversão ao risco global. A perspectiva de aumento dos juros nos EUA e a tensão global provocada pela variante Ômicron do Covid-19 apoiaram a valorização da divisa americana.

Após o Federal Reserve sinalizar ao mercado que poderá iniciar o ciclo de aperto monetário já a partir de março, as instituições financeiras e casas de research revisaram suas projeções. O J.P Morgan, o Goldman Sachs e o Citi passaram a considerar que haverá 4 aumentos na taxa básica até o final de 2022.

+ Índice e Mini Índice: Desvendando os contratos futuros

Além disso, a expectativa pela divulgação da inflação do país em dezembro também pressionou, elevando as Treasuries de longo prazo. O rendimento dos títulos T-Note de 10 anos alcançou a região de 1,8%, testando os maiores níveis das últimas semanas.

Em contrapartida, as turbulências em âmbito local também pesaram, com as incertezas no quadro fiscal enfraquecendo o desempenho do real. Isto porque, a mobilização dos servidores públicos por aumento de salário parece ganhar força, em um momento, no qual, não há espaço no orçamento para novas despesas.

Juros futuros avançam de olho nas Treasuries

Os contratos de juros futuros encerraram com adição de prêmio nas taxas ao longo da curva, tendo como pano de fundo o comportamento das Treasuries. No radar, a mudança de tom do Fed e a possibilidade de novos contornos para a política monetária americana sensibilizou os ativos de risco.

+ Guia de A a Z de como se tornar um trader

Ao longo do pregão, contudo, os vértices até ensaiaram uma acomodação após o Boletim Focus trazer uma revisão nas perspectivas de inflação. No entanto, o tom internacional prevaleceu sobre os mercados emergentes, levando os DIs intermediários e longos a registrarem forte aumento. Desse modo

O DI abril/2022 subiu a 10,44% (10,43 no ajuste anterior), o DI julho/2023 avançou para 12,13% (12,01% no ajuste anterior) e o DI janeiro/2025 saltou a 11,51% (11,43% no ajuste anterior).

Quer ficar informado de todas as novidades sobre o mercado financeiro? Então participe do Canal do Fast Trade no Telegram acessando o link: https://t.me/plataformafasttrade

Dólar avança a R$ 5,67 acompanhando a aversão ao risco global

Leia também:

Ibram: Chuvas não devem afetar os preços do minério; siderúrgicas avançam

Crédito Rural: contratações avançaram 30% até a metade da safra 2021/22

Bofa recomenda as ações da Weg apostando na expansão do uso de energia solar


Sobre o autor