Dólar e índice

Dólar avança a R$ 5,56 com foco no IPCA 15 e na decisão do Copom

Por Fast Trade
26 outubro 2021 - 18:44 | Atualizado em 26 outubro 2021 - 19:42
pós-superquarta

O dólar comercial fechou em alta de 0,25% nesta terça-feira (26), na cotação de R$ 5,5690 na venda, com foco no IPCA e na decisão do Copom. Divulgado hoje, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15) subiu 1,20% em outubro, superando as projeções dos especialistas.

Nesse sentido, o indicador considerado uma prévia da inflação oficial alcançou o maior valor para o mês desde 1995, causando grande repercussão no mercado.

+ Clube de investimentos: Tudo o que você precisa saber

Apesar de ter registrado ganhos, a divisa americana encerrou longe das máximas, após a arrecadação federal vir melhor do que o esperado em setembro. De acordo com a Receita Federal, o país recolheu R$ 149,102 bilhões em impostos ao longo do mês passado.

Este resultado o que equivale a um aumento de 12,87% sobre igual período de 2020, sinalizando que a economia do país está em recuperação.

Ao mesmo tempo, as expectativas pela decisão de política monetária do Banco Central também influenciaram as negociações no câmbio, com os investidores apostando em um aumento mais agressivo na taxa Selic em reação aos desafios inflacionários e fiscais.

Juros futuros disparam precificando o aumento na Selic

Os contratos de juros futuros encerraram com forte aumento nos DIs, com os agentes de mercado revisando o cenário após a reunião do Copom. Isto porque, a curva a termo precificava a elevação de 1,80% na Selic, sinalizando para a aceleração do ritmo de aperto monetário.

Com o IPCA acima do esperado e o governo acenando para a flexibilização do teto de gastos, ficou complicado para o BC não assumir uma postura mais firme frente à esta situação.

+ Guia de A a Z de como se tornar um trader

Por fim, a atual conjuntura indica que a inflação pode ser ainda mais alta em 2022, o que apenas reforça o compromisso da instituição em utilizar a taxa de juros para minimizar os impactos.

O DI janeiro/2022 subiu a 8,55% (8,35% no ajuste anterior), o DI abril/2023 avançou para 11,81% (11,32% no ajuste anterior) e o DI janeiro/2025 saltou a 11,98% (11,64% no ajuste anterior).

Quer ficar informado de todas as novidades sobre o mercado financeiro? Então participe do Canal do Fast Trade no Telegram acessando o link: https://t.me/plataformafasttrade

Dólar avança a R$ 5,56 com foco no IPCA 15 e na decisão do Copom

Leia também:

Investimentos da Tim podem ter um acréscimo de R$ 2,2 bilhões em 2022 com 5G

XP recomenda a compra das ações da Equatorial elevando o preço-alvo para R$ 30

Klabin reverte o prejuízo e reporta um lucro líquido de R$ 1,09 bilhão no 3T21


Sobre o autor