Dólar e índice

Dólar amplia queda à espera da ata do Fed e repercutindo o noticiário local

Por Fast Trade
07 abril 2021 - 12:00 | Atualizado em 07 abril 2021 - 13:08

O dólar continua a cair após fechar no menor patamar em duas semanas, ao passo que o real figura hoje entre os melhores desempenhos globais. Às 11h57, o dólar comercial declinava 0,65% e era negociado a R$ 5,564.

+ E-book: Desvendando o swing trade: tudo o que você precisa saber!

Os investidores norte-americanos aguardam a divulgação da ata da última reunião de política monetária do Federal Reserve, o Banco Central dos EUA. Na ocasião, as autoridades decidiram pela manutenção das taxas referenciais de juros próximas a zero.

Assim sendo, a expectativa é que o documento, que sai na tarde desta quarta-feira (7), reafirme a postura cautelosa adotada pelo Fed. Já no mercado doméstico, o mercado monitora o debate pela resolução do Orçamento 2021.

Nesse sentido, o Ministério Público pediu que a corte do Tribunal de Contas da União (TCU) faça um alerta preventivo ao presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), e procurador-geral da República, Augusto Aras, de possíveis crimes de responsabilidade fiscal e comum que podem ser cometidos pelo presidente Jair Bolsonaro caso sancione a peça orçamentária deste ano, recém-aprovada pelo Congresso.

+ Descubra o seu perfil de investidor para melhor investir seu patrimônio

Além disso, o TCU pediu para se apurar a responsabilidade da área técnica do Ministério da Economia. Aqui, a apuração aconteceria pelo fato de a pasta econômica ter tido participação “ativa e contínua” na elaboração da peça, conforme reportou a Reuters.

Pandemia

Também repercute no mercado o agravamento da pandemia no país, que rompeu pela primeira vez a marca de 4 mil óbitos em 24 horas.

Diante desse cenário, a Câmara dos Deputados aprovou na véspera (6) o texto principal do projeto que flexibiliza as regras para empresas comprarem vacinas contra a Covid-19.

+ Derivativos: o guia definitivo para começar a investir

Assim sendo, as exigências para a aquisição de imunizantes pelo setor privado foram reduzidas. Agora, o texto vai ser apreciado no Senado.

De acordo com  o time de macro research do BTG Pactual (BPAC11) digital, “a compra de vacinas pela iniciativa privada permitirá uma aceleração no cronograma de vacinação”.

Como resultado, o movimento possibilitará a “reabertura da economia e a recuperação do setor de serviços, segmento que mais emprega no país”.

Leia também: PMI de serviços do Brasil caiu a 44,1 em março com demanda afetada por pandemia

Por fim, os juros futuros operam próximos da estabilidade, mas em queda, assim como o dólar. Em primeiro lugar, a taxa do contrato de Depósito Interfinanceiro (DI) para janeiro de 2027 recuava para 8,87%, às 11h44, de 8,88% no ajuste de terça. Já o DI para janeiro de 2023 exibia taxa de 6,555%, de 6,585%.

Antes de mais nada, veja outros destaques não relacionados com o dólar:

Smiles (SMLS3) vai pagar R$ 500 milhões em dividendos intermediários

INDFUT: Ibovespa futuro cai antes de ata do FOMC, Infra Week e jantar de Bolsonaro

Demanda por bens industriais diminuiu 1,2% entre janeiro e fevereiro

Gol reporta taxa de ocupação dos voos em 71,8% e mais resultados prévios de março

Assim também, acesse:

Governo abre crédito de R$ 5,3 bi ao Ministério da Saúde para ações de combate à pandemia

Brasil é a bola da vez para as startups do agronegócio

IBGE e Conab elevam estimativa para a colheita de grãos no Brasil

PIB do agronegócio cresce 24,3% em 2020; alta é recorde, diz CNA

Agronegócio brasileiro movimenta US$ 6,47 bilhões com exportações de fevereiro

Ademais, confira:

Exportações de soja alcançarão 13,79 milhões de toneladas em março

Novas renúncias no Banco do Brasil devem repercutir nas ações do banco

Lucro das empresas de capital aberto no 4T20 mais que dobra ante o 4T19

Por fim, leia:

B3 inclui Locaweb (LWSA3) na 1ª prévia do Ibovespa para maio a agosto e mais

Cogna (COGN3) reporta prejuízo líquido ajustado de R$ 907,4 milhões em 2020

IPO da Raízen deve levantar R$13 bilhões e pode ser uma das maiores da história


Sobre o autor