Dólar e Câmbio

Dólar à vista dispara refletindo a aversão ao risco no exterior

Por Fast Trade
28 outubro 2020 - 12:23 | Atualizado em 28 outubro 2020 - 13:49
maior fechamento desde maio

O dólar comercial opera em expressiva alta nesta quarta-feira (28), refletindo o clima de aversão ao risco no exterior e o cenário de riscos políticos.

Após a divisa americana bater em R$5,7910 na máxima do dia, o Banco Central atuou no mercado à vista, ofertando US$1,42 bilhão em recursos.

Embora tenha desacelerado as perdas, o real segue registrando forte depreciação, acompanhando a trajetória de seus pares emergentes no contexto internacional.

Nesse sentido, o agravamento da pandemia na Europa está pressionando diversos países a retomarem a política de quarentenas e lockdowns.

Baixe agora: Dólar e Mini Dólar – Desvendando este mercado

Estima-se que essa segunda onda de novos casos de Covid-19 possa trazer impactos ainda maiores à economia na zona do euro.

Apesar dos esforços do Banco Central Europeu (BCE), algumas instituições financeiras já projetam uma nova contração no Produto Interno Bruto (PIB) do velho continente, no quarto trimestre.

Enquanto isso, nos Estados Unidos, os investidores ficaram frustrados após o presidente Donald Trump descartar a aprovação de um pacote de estímulos antes das eleições.

Ademais, a volatilidade se acentuou depois que algumas pesquisas de intenção de votos indicaram uma redução na vantagem do democrata Joe Biden.

Baixe agora: Guia de A a Z de como se tornar um trader!

Em estados importantes como Flórida e Pensilvânia, houve uma redução na diferença percentual entre os candidatos, acirrando a disputa eleitoral.

Por aqui, as divergências no Planalto ficaram explícitas após o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, criticar a base de apoio do governo.

Desse modo, a disputa pelo comando da Comissão Mista de Orçamento (CMO) e a percepção de que a agenda de reformas está travada contribuíam para a penalização da moeda brasileira.

Às 12h23 (horário de Brasília), o dólar comercial subia 0,56% contra o real, sendo cotado a R$5,7170 na venda.

Juros futuros subiam forte à espera do Copom

Os contratos de juros futuros registravam forte aumento nas taxas em todos os períodos, à espera da decisão do Comitê de Política Monetária (Copom).

Embora seja consenso no mercado que a Selic deve permanecer no patamar de 2%, a expectativa é pelo comunicado com a análise macroeconômica da instituição.

Em função do recente salto na inflação e das dúvidas quanto à sustentabilidade nas contas públicas, é esperada uma mudança na diretriz da taxa básica.

Baixe agora: Tudo o que você precisa saber para fazer uma análise técnica de ações e futuros

O DI fevereiro/2021 subia 0,49%, na cotação de 2,04% (2,03% no ajuste anterior) e o DI janeiro/2025 avançava 0,30% sendo vendido a 6,72% (6,67% no ajuste anterior).

Quer ficar informado de todas as novidades sobre as técnicas e estratégias aplicadas ao day trade? Então participe gratuitamente do Canal do Fast Trade no Telegram acessando o link: https://t.me/plataformafasttrade

Dólar à vista dispara refletindo a aversão ao risco no exterior

Leia também:

Confiança da construção chega a 95,2 pontos, o maior valor desde março de 2014

Balanços corporativos: Cielo (CIEL3), Localiza (RENT3) e outros


Sobre o autor