EconomiaHome

Curva de juros recua após setor de serviços corroborar frustração com final do ano

Por TradersClub
14 janeiro 2020 - 12:04

A curva de juros recuava com força neste início de pregão após o IBGE apontar queda de 0,10% no volume do setor de serviços no Brasil em novembro, pouco acima do consenso de queda de 0,20%, mas ainda um indicador de que os últimos dois meses de 2019 devem frustrar as expectativas de crescimento para o país no final do ano, como já apontado pela produção industrial do mesmo mês apresentada na semana passada.

Segundo o IBGE, os serviços de alimentação e de transportes terrestres e aéreos foram os mais afetados pela contração do mês, com quedas de 1,8%, 1,6% e 3,3%, respectivamente, explicadas pela alta dos preços das carnes e dos combustíveis no período, que aumentam os custos para esses serviços. Na comparação anual, o setor teve expansão de 1,80%.

Com o resultado, e acompanhando outros dados da economia brasileira para o final do ano, a curva de juros passou a cair com força, regulando as apostas do mercado de que o atual patamar histórico de juros baixos deve continuar à medida que os indicadores não tomam tração. A ponta curta, que indica as apostas dos investidores para a atuação do Banco Central no curto e médio prazo, caía com força, com o DI com vencimento para janeiro de 2021 perdendo 5 pontos-base para 4,445% e o DI para 2022 recuando 7 pontos-base para 5,100%.


Sobre o autor