Empresas

CSAN3: lucro da Cosan despencou 65% em 2020

Por Fast Trade
17 fevereiro 2021 - 08:01 | Atualizado em 17 fevereiro 2021 - 08:30
Cosan (CSAN3)

A Cosan (CSAN3) reportou um lucro líquido de R$ 620,2 milhões entre outubro, novembro e dezembro do ano passado. Conforme o press release da Companhia, o saldo apurado no 4T20 é 21,8% inferior ao ganho de R$ 792,5 milhões do 4T19.

Os valores referem-se aos atribuíveis aos controladores, segundo as demonstrações financeiras enviadas ao mercado.

Em contrapartida, a empresa acumulou R$ 629,3 milhões em lucro líquido ajustado no 4T20, alta de 61% em relação ao mesmo período de 2019.

Aqui o resultado foi impulsionado sobretudo pela maior contribuição da operação de açúcar.

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) totalizou R$ 2,101 bilhões, -0,2% ante os R$ 2,105 bilhões do 4T19.

Já no critério ajustado, o Ebitda do quarto trimestre atingiu R$ 1,916 bilhão, alta de 38,6% na mesma base de comparação.

A alavancagem da companhia (dívida líquida sobre o Ebitda) ficou em 2,7 vezes no 4T20, ante 2,0 vezes do 4T19.

Além disso, a Cosan contabilizou uma receita líquida de R$ R$ 20,992 bilhões entre outubro, novembro e dezembro.

O saldo supera em 8,1% os R$ 19,411 bilhões apurados no último trimestre de 2019.

2020

“Sem dúvida o ano de 2020 ficará marcado na história”, comentou o presidente da empresa, Luis Henrique Guimarães.

Além da pandemia, a Cosan enfrentou um ataque criminoso de hackers em março, “mas deixar de correr atrás nunca foi uma opção”, completou Guimarães.

Atuante nas áreas de açúcar, álcool, energia, lubrificantes, e logística, a Cosan (CSAN3) anotou um lucro líquido de R$ 851,9 milhões em 2020.

O resultado, de acordo com a Companhia que tem como subsidiárias a Raízen, Comgás, entre outras, representa um declínio de 64,9% na comparação anual.

Como resultado, o lucro líquido ajustado da empresa totalizou R$ 846 milhões, queda de 47% ante 2019.

Nesse sentido, o resultado foi diretamente impactado pela desvalorização cambial na parcela não protegida do bônus perpétuo.

Assim sendo, o efeito negativo da marcação a mercado das ações da Rumo (RAIL3) pressionou o saldo consolidado.

O Ebitda da Cosan contraiu 8% na passagem de 2019 para 2020 e somou R$ 6,590 bilhões. Do mesmo modo, a receita líquida caiu 6% na comparação anual.

Guidance 2021/22 da CSAN3

Assim também, a empresa de energia e infraestrutura estimou uma moagem de 60 milhões a 64 milhões de toneladas para a próxima safra de cana.

Se confirmado, o montante pode superar o total computado na temporada anterior, com investimentos na unidade agroindustrial de até R$ 3,3 bilhões.

O Ebitda da unidade de açúcar foi estimado em até R$ 2,25 bilhões pela Companhia, ao passo que o de renováveis foi projetado em até R$ 2,35 bilhões para o biênio 2021/22.

“É certo que são muitos os desafios e as incertezas que virão pela frente”, comentou o presidente da CSAN3.

Não se sabe, por exemplo, “quando será de fato o fim da pandemia”, “mas seguimos liderando os segmentos em que atuamos, através do nosso exemplo e da promoção das melhores práticas EESG”, afirmou Guimarães.

Confira a íntegra do relatório de resultados referentes ao 4T20 e do exercício social findo em 31 de dezembro de 2020.

Antes de mais nada, leia também:


Sobre o autor