Mercados

Correção nos ativos é exagerada e tendência de alta deve voltar, segundo analistas

Por Fast Trade
20 julho 2021 - 06:20 | Atualizado em 20 julho 2021 - 06:44

Na visão dos analistas, a correção nos ativos globais está sendo exagerada e a tendência de alta deve voltar com a retomada do crescimento econômico.

Embora a rápida propagação da variante Delta do Covid-19 esteja despertando preocupações, não houve um aumento significativo do número de internações. Por isso, este movimento de queda acentuada nas ações não tem fundamentos lógicos e não deve ter força para continuar.

Nesse sentido, o chefe de pesquisa global da TS Lombard, Oliver Brennan, explicou ao Valor que as expectativas de crescimento e inflação eram muito altas no início do ano, de modo que houve apenas uma adequação destes sentimentos.

+ Índice e Mini Índice: Tudo o que você precisa saber

“Estávamos apenas observando quando o mercado eventualmente mudaria sua postura de ‘não me importo’ para ‘me importo muito’. Parece que foi exatamente o que aconteceu: de repente, o mercado se preocupa com a variante” – disse o executivo.

No entanto, segundo Brennan, até o momento, não houve um aumento exponencial na utilização da estrutura hospitalar em nenhum país que justificasse todo esse alvoroço.

Por esse motivo, esta correção trata-se de uma narrativa para pressionar uma redução nos preços dos ativos de risco. “Não vemos uma razão pela qual os mercados continuem caindo – disse o chefe de pesquisa global.

É consenso que existem motivos para pânico neste momento

Para o estrategista global da XP Investments, Alberto Bernal, o crescimento global está passando por um período de desaceleração, contudo, não do jeito que o mercado espera.

Além disso, ele observou que não há risco de voltar com os lockdowns e outras medidas mais agressivas, tendo em vista a atuação limitada da variante.

“Meu sentimento é que isso é apenas uma correção após um forte rali. Eu acredito que, amanhã ou depois, os investidores voltarão a comprar ações com preços descontados” – disse Bernal.

+ Guia de A a Z de como se tornar um trader

Da mesma forma, Edward Moya, analista-sênior de mercados da Oanda, destaca que mesmo com as preocupações com a Covid-19, o S&P 500 está sequer 4% abaixo de seus recordes.

“Tanto os investidores institucionais, quanto os de varejo irão comprar qualquer queda neste mercado, considerando o potencial de valorização” – explicou o executivo.

Quer ficar informado de todas as novidades sobre o mercado financeiro? Então participe do Canal do Fast Trade no Telegram através do link: https://t.me/plataformafasttrade

Correção nos ativos é exagerada e tendência de alta deve voltar, segundo analistas

Leia também:

Ibovespa perde 1,2% e volta aos 124 mil com NY e aversão ao risco global

Dólar dispara 2,6% e fecha a R$5,24 de olho na disseminação da variante Delta

Braskem pode ser desmembrada para a venda de operações específicas


Sobre o autor