Economia

Confiança do consumidor brasileiro cai para menor nível desde junho de 2020

Por Fast Trade
26 janeiro 2021 - 17:05 | Atualizado em 26 janeiro 2021 - 19:09
Inflação medida pelo IPC-S fecha junho com queda de 0,02%, aponta FGV

O Índice de Confiança do Consumidor (ICC) caiu 2,7 pontos em janeiro, para 75,8 pontos. Assim sendo, o indicador recuou para o patamar mais baixo desde junho de 2020 (71,1 pontos).

+ Guia do Investidor Iniciante: acesse o material gratuito.

Naquele período, o índice ensaiava uma recuperação das perdas sofridas no primeiro quadrimestre do ano passado, em decorrência da pandemia.

De acordo com a Fundação Getulio Vargas (FGV), responsável pelo levantamento, o declínio acompanha a piora da doença.

Além disso, o patamar mais baixo em sete meses é resultado da quarta queda consecutiva. Medido em médias móveis trimestrais, o ICC caiu 2,2 pontos, na segunda queda consecutiva.

Segundo Viviane Seda Bittencourt, Coordenadora das Sondagens, “o recrudescimento da pandemia e a necessidade de adoção de medidas mais restritivas por algumas cidades geram grande preocupação com os rumos da situação econômica do país e das famílias”.

Nesse sentido, o término dos benefícios emergenciais contribui para que as famílias continuem postergando o consumo, destacou ela em nota.

Assim sendo, a confiança do consumidor depende “da recuperação do mercado de trabalho, que tende a ser lenta diante do cenário atual”, completou.

Não apenas houve piora da percepção dos consumidores em relação ao momento, mas também das expectativas para os próximos meses.

Nesse sentido, o Índice de Situação Atual (ISA) contraiu 1,6 ponto e tocou os 68,1 pontos, menor nível desde maio de 2020.

Por sua vez, o Índice de Expectativas (IE) contraiu pelo quarto mês consecutivo (-3,5 pontos), somando 82,1 pontos.

+ Dólar e Mini dólar – Desvendando este mercado: baixe agora!

Percepção e expectativas

Já o indicador que mede a percepção dos consumidores em relação à situação econômica geral registrou decréscimo de 1,5 ponto.

Como resultado, o índice recuou para 72,6 pontos em janeiro, diante da terceira queda seguida.

+ Guia completo de como ter sucesso nas operações de day trade: baixe gratuitamente!

Do mesmo modo, o medidor da satisfação com as finanças familiares caiu 1,8 ponto para 64,1 pontos, menor nível desde maio de 2020 (58,8 pontos).

No que diz respeito às expectativas, o indicador que mede as perspectivas sobre a economia declinou 5,1 pontos, para 102,3 pontos.

Além de marcar a maior variação negativa desde abril de 2020 (18,0 pontos) quando o ICC atingiu o mínimo histórico, a variável foi a que mais pesou na queda do Índice de Confiança do Consumidor em janeiro.

Por fim, acesse aqui o Press Release do ICC.

Antes de mais nada, leia notícias não relacionadas com a confiança do consumidor

Iguatemi (IGTA3) reporta queda de 14,4% no 4T20 em sua prévia operacional

Guedes destaca vacinação em massa como principal desafio do país em 2021

B3SA3: B3 registra alta de 54,5% no volume financeiro médio diário em ações

Balanços corporativos: MGLU3, AZUL4, BTOW3 e mais; confira a agenda de resultados

Cemig (CMIG3) liquida participação na Light (LIGT3) e leva R$ 1,37 bilhão

B3: Itaúsa (ITSA4), Minerva (BEEF3), Magazine Luiza (MGLU3) e Cyrela (CYRE3)

Agenda dos balanços corporativos do 4T20 e de 2020

Juros sobre capital próprio: Itaú Unibanco (ITUB4) pagará R$ 0,050 por ação; veja mais

Ofertas iniciais de ações disparam 344% em 2020

B3: Direcional (DIRR3), Smiles (SMLS3) e Carrefour

Quer ficar informado de todas as novidades sobre as técnicas e estratégias aplicadas ao day trade? Então participe gratuitamente do Canal do Fast Trade no Telegram através do link: https://t.me/plataformafasttrade.


Sobre o autor