Economia

Confiança do comércio subiu 0,2 ponto em fevereiro, informa FGV

Por Fast Trade
25 fevereiro 2021 - 16:00 | Atualizado em 25 fevereiro 2021 - 18:09
confiança do empresário do comércio; confiança do comércio

O Índice de Confiança do Comércio (ICOM), calculado pelo FGV IBRE, subiu apenas 0,2 ponto na passagem de janeiro para fevereiro.

Baixe agora: Calendário do Trader 2021

Assim, o indicador passou de 90,8 para 91,0 pontos. Apesar do singelo avanço, o resultado marca o primeiro salto após quatro quedas consecutivas.

Ainda é preciso cautela na análise do resultado, pois os empresários do setor avaliam piora no ritmo de vendas pelo quinto mês seguido”, comentou Rodolpho Tobler, Coordenador da Sondagem do Comércio do FGV IBRE.

Em contrapartida, o ICOM anotou um decréscimo de 0,8 ponto em médias móveis trimestrais e manteve a tendência de queda pelo quarto mês seguido.

Para Tobler, a melhora nas expectativas podem ser interpretadas como redução do pessimismo. Nesse sentido, ele destacou que o indicador que mede a Confiança do Comércio segue abaixo dos 100 pontos, nível neutro.

Portanto, ele avaliou que o cenário nesse início de 2020 não é muito animador para o setor.

Em contrapartida, as perspectivas de nova rodada do auxílio emergencial, bem como o avanço da campanha de vacinação, podem contribuir para a recuperação das vendas.

Conforme o levantamento da Fundação Getúlio Vargas, três dos seis principais segmentos do comércio registraram um aumento na confiança.

Desse modo, o Índice de Expectativas, responsável por medir a confiança no futuro, cresceu 3,8 pontos, para 95,9 pontos. Este é o maior resultado para o indicador em um ano.

o Índice de Situação Atual (ISA-COM) recuou 3,5 pontos, para 86,5 pontos, menor nível desde junho de 2020 (82,0 pontos).

Por fim, acesse aqui o Press Release e leia mais sobre a performance do Índice de Confiança do Comércio (ICOM).

Baixe agora: Guia completo de como ter sucesso nas operações de day trade

Antes de mais nada, leia os destaques não relacionados com a Confiança do Comércio:

Ibovespa vira para queda pressionado pela Petrobras e pelo mau humor externo

Dólar avança em atenção à cautela no exterior e aos riscos fiscais

INDFUT: Ibovespa futuro oscila com alta de yields, agenda de privatizações e Petrobras

DOLFUT: Dólar e DIs sobem com alta de yields, IGP-M e PEC Emergencial


Sobre o autor