AgronegócioHome

Conab projeta corte da produção de soja do Brasil em 2019 devido fatores climáticos

Por Eloiza Amaral
12 março 2019 - 16:53
grãos e oleaginosas; produção de soja; safra de grãos

Segundo a Reuters, a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), projetou nesta feira (12), que a safra de soja 2018/19 do Brasil, que está em fase de colheita, deve totalizar 113,45 milhões de toneladas. A quantidade marca mais um corte nas expectativas, que no início de fevereiro tinham sido de 115,34 milhões de toneladas.

Manual do Imposto de Renda para Investidores

Isso aconteceu por que o clima quente e seco entre janeiro e dezembro, sobretudo no Paraná e Mato Grosso do Sul, prejudicou o ciclo produtivo. Antes desses acontecimentos a Conab chegou a prever uma produção recorde de 120 milhões de toneladas.

A companhia ainda destaca, no entanto, que mesmo caindo 4,9% na comparação com o recorde da temporada passada, a produção da oleaginosa na temporada atual ainda será a terceira maior da série histórica.

Reforma da Previdência: O Futuro Dos Investimentos No Congresso Nacional

Em relação às exportações, a companhia afirmou que devem alcançar 70 milhões de toneladas em 2018/19, ante 71,5 milhões de toneladas na previsão passada, o que representaria uma queda de 13,6 milhões de toneladas frente ao recorde de 2017/18.

Indo no sentido oposto, a AgRural elevou sua projeção para a safra de soja de 112,5 milhões, previstos no mês passado, para 112,9 milhões de toneladas. Em nota a consultoria disse que a “melhora das condições climáticas em fevereiro, que favoreceu áreas mais tardias, levou a ajustes positivos na produtividade média de Goiás, Bahia, Santa Catarina e Rondônia. Paraná, São Paulo e Pará, em contrapartida, tiveram pequenos ajustes para baixo na atual revisão”.

Relatório Especial: Fundos Imobiliários

Para o milho, a Conab aposta em uma produção total de 92,8 milhões de toneladas, ante 91,65 milhões  previstos no no boletim de fevereiro, em decorrência de uma maior área do plantio, mas já levando em conta os problemas climáticos de 2018.


Sobre o autor