Mercados

Com tensões geopolíticas e reforma da Previdência, Ibovespa e dólar operam em queda

Por Pablo Vinicius Souza
27 fevereiro 2019 - 12:21

O pregão de hoje está seguindo o mau humor dos mercados globais. As tensões geopolíticas na Ásia em conjunto com a forte realização de lucros, tem levado o Ibovespa a apresentar um desempenho negativo desde a abertura. Sem grandes catalisadores, o índice geral ainda reage às turbulências do governo na busca da formação de uma frente ampla em prol da reforma da Previdência. Ás 12h05 (horário de Brasília), a Bolsa brasileira desvalorizava 0,62%, aos 97.001 pontos, registrando um giro financeiro de R$2,065 bilhões.

Baixe o e-book: Desvendando o swing trade: tudo o que você precisa saber!

No exterior, a situação entre Índia e Paquistão se agravou após o exército paquistanês divulgar que derrubou dois caças indianos que sobrevoavam o seu espaço aéreo. Os dois países são inimigos históricos desde 1971, que estão sempre em conflito na região da Caxemira. Um outro foco de atenção é a reunião entre Donald Trump e o líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, que está ocorrendo no Vietnã e tem o objetivo de discutir sobre o desenvolvimento de armas nucleares.

Baixe o E-book O Guia Completo de Como Ter Sucesso Nas Operações de Day Trade

O dólar comercial tinha redução de 0,11%, sendo cotado a R$3,74, em um dia de maior aversão ao risco nos mercados. Fatores geopolíticos interferem no desempenho da divisa americana, que perde terreno contra a maior parte das moedas emergentes. Essa queda soa muito interessante aos investidores que pretendem participar do leilão de linha que será realizado pelo Banco Central hoje após o meio-dia. Serão ofertados ao mercado cerca de US$3 bilhões em recursos à vista, com compromisso de recompra.

Baixe o e-book: Guia completo para investimento em renda fixa

Os contratos de juros futuros apresentavam leve queda, acompanhando o cenário político, mais especificamente, as movimentações da Reforma da Previdência. Os partidos da base têm cobrado mais empenho do governo nas articulações junto aos parlamentares para buscar apoio à aprovação da proposta. O DI com vencimento para setembro/2019 caía 0,23%, sendo negociado a 6,43% (6,44% no ajuste anterior) e o DI para dezembro/2021 tinha redução de 0,38%, sendo vendido a 7,77% (7,80% no ajuste anterior).

Relatório gratuito – Banco do Brasil: O gigante acordou

As principais blue chips operavam em território negativo, com as ações da Eletrobras e do setor bancário acentuando perdas na sessão.

Baixe o Infográfico: 5 motivos – Por Que Investir na Bolsa Agora É Um Bom Negócio

Petrobras – A estatal pretende fechar até junho a sua sede administrativa localizada em São Paulo e lançar um novo Programa de Demissão Voluntária para acelerar a redução de custos. Com essa medida, a companhia economizará cerca de R$100 milhões até 2023. Além disso, está em andamento um estudo para fechamento de outras unidades já incluídas no plano de desinvestimento, podendo elevar o número de demissões.

COMPANHIAS ESTATAIS
Petrobras (PETR3)-0,03%Vale (VALE3)-0,53%
Petrobras (PETR4)+0,64%Embraer (EMBR3)-1,17%
Eletrobras (ELET3)-0,83%Banco do Brasil (BBAS3)-1,09%
Eletrobras (ELET6)-1,42%Cemig (CMIG4)-0,21%

 Relatório gratuito – Petrobras: O petróleo é nosso

SETOR BANCÁRIOSETOR SIDERÚRGICO
Itaú Unibanco (ITUB3)-0,44%Usiminas (USIM3)+0,69%
Santander (SANB11)-0,97%CSN (CSNA3)-1,06%
Bradesco (BBDC3)-1,45%Gerdau (GGBR4)-0,78%

Sobre o autor