Mercados

Cenário de riscos faz volatilidade do Ibovespa saltar 59,5% em 2020

Por Fast Trade
09 novembro 2020 - 10:05 | Atualizado em 09 novembro 2020 - 11:46
fundos de renda fixa

Devido ao agravamento do cenário de riscos em 2020, a volatilidade do Ibovespa subiu 59,5% em dólares, superando a flutuação nas ações dos Estados Unidos.

Segundo as informações compiladas pelo Valor Data, em 2008, a variação do índice geral, foi de 52,4% em reais, contra 47,7% este ano.

Não só em função da pandemia, mas também a questão fiscal e o aumento da dívida pública contribuíram para este movimento.

Nesse sentido, três ações se destacaram por apresentar uma oscilação maior que 100% nos últimos meses: Gol (GOLL4), Azul (AZUL4) e CVC (CVCB3).

Baixe gratuitamente: Tudo o que você precisa saber para fazer uma análise técnica de ações e futuros

No caso das aéreas, a vulnerabilidade do setor frente às políticas de isolamento social pressionou o desempenho dos ativos.

Além disso, o setor de turismo foi um dos mais prejudicados pela doença, o que levou a uma desvalorização expressiva da CVC.

Acima de tudo, a volatilidade expressa o nível de risco que determinado ativo apresenta em determinado momento. Este movimento oferecer uma oportunidade para auferir lucros no curto prazo.

Ao mesmo tempo, essa situação pode representar uma armadilha, caso falte conhecimento para os operadores do mercado tomarem decisões sobre os investimentos.

Vitória de Biden nos EUA não muda a perspectiva do risco doméstico

Com a vitória do democrata Joe Biden nos Estados Unidos, um novo cenário bastante favorável aos ativos emergentes se inicia em âmbito internacional.

Contudo, as vantagens desse ambiente tendem a ficar em segundo plano devido às incertezas do quadro fiscal no Brasil.

Segundo o economista-chefe do Opportunity Total, Marcelo Fonseca, o espaço de atuação está manobra e o governo precisa reagir, oferecendo uma solução para o endividamento público.

Baixe agora: Guia completo de como ter sucesso nas operações de day trade

Da mesma forma, a conjugação de riscos políticos e fiscais pode afetar a variação dos preços dos ativos do Ibovespa, gerando ainda volatilidade no curto prazo.

Caso não haja uma solução satisfatória para o cumprimento do teto de gastos e a manutenção da liquidez, é provável que os investidores estrangeiros penalizem, ainda mais, os ativos brasileiros.

Quer ficar informado de todas as novidades sobre as técnicas e estratégias aplicadas ao day trade? Então participe gratuitamente do Canal do Fast Trade no Telegram através do link: https://t.me/plataformafasttrade

Cenário de riscos faz volatilidade do Ibovespa saltar 59,5% em 2020

Leia também:

Noticiário Corporativo: Ânima Educação (ANIM3) e Azul (AZUL4)

Vitória de Biden deve permitir continuidade dos acordos entre EUA-Brasil, avalia CNI

Agenda corporativa: Magazine Luiza, BR Distribuidora, JBS, B3 e mais balanços do 3T20


Sobre o autor