Empresas

Cemig (CMIG4) apresenta lucro líquido da Cemig R$ 1,332 bilhão no 4T20

Por Fast Trade
29 março 2021 - 10:00 | Atualizado em 29 março 2021 - 10:13
Cemig

A Cemig (CMIG4) anotou, no quarto trimestre de 2020, um lucro líquido de R$ 1.332.597. Conforme o press release da concessionária de energia elétrica, o resultado supera em 136,2% o lucro de R$ 563.962 (reapresentado) do 4T19.

+ E-book: Desvendando o swing trade: tudo o que você precisa saber!

De acordo com a empresa, os últimos três meses de um ano marcado pela pandemia foram influenciados, acima de tudo, pelos seguintes fatores:

Em primeiro lugar, a Cemig destacou o resultado do LAJIDA, sigla para “lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização”. Normalmente representado pelo termo em inglês (Ebitda), o lucro operacional da Cemig GT foi de R$ 599.226 no 4T20.

Nesse sentido, o indicador foi impulsionado pela uniformização de práticas contábeis na Transmissora (R$191 milhões no 4T20 vs R$100 milhões no 4T19 reapresentado).

Por outro lado, o resultado foi atenuado devido ao impacto negativo de exposição líquida na CCEE de R$ 131.513. Além disso, o balanço divulgado na madrugada de sábado (27) sinalizou o efeito positivo no resultado financeiro da Cemig GT de R$ 615.077.

Assim sendo, o montante está relacionado com a dívida de Eurobonds e instrumento de hedge correspondente, fato que compensou o efeito negativo de R$ 611.389 acumulado nos nove primeiros meses de 2020.

Ao mesmo tempo, o lucro do 4T20 contou com a reversão da perda acumulada no ano do investimento na Light (LIGT3). Assim, houve um impacto positivo da remensuração no valor R$ 270,267 milhões, correspondendo a um valor líquido de tributos de R$ 178,376 milhões.

+ Descubra o seu perfil de investidor para melhor investir seu patrimônio

Mais destaques do resultado consolidado da Cemig

Segundo a Cemig, o melhor resultado na linha de equivalência patrimonial, com ganho de R$ 94 milhões, também sustentou o lucro do 4T20.

Essa melhora foi puxada principalmente devido ao aumento da equivalência da Taesa (TAEE11), uma das maiores empresas brasileiras de transmissão de energia elétrica.

Ademais, a Cemig destacou a alienação da participação remanescente na Light, em janeiro deste ano, com entrada de R$ 1,372 bilhão no caixa.

Embora esses e outros fatores tenham impulsionado o resultado no 4T20, a Cemig ainda acumulou uma queda de 10,3% no consolidado de 2020 ante o lucro líquido registrado em 2019, totalizando R$ 2,864 bilhões.

+ Derivativos: o guia definitivo para começar a investir

No 4T20, a Cemig acumulou um Ebitda de R$ 1,653 bilhão (+79,1% vs 4T19), somando R$ 5,694 bilhões no ano (+29,7% vs 2019).

Já o LAJIDA no critério ajustado – ou seja, o indicador que exclui itens considerados não recorrentes – totalizou R$ 1,187 bilhão no 4T20. Além de marcar uma alta de 23,6% na comparação anual, fechou o ano em R$ 4,875 bilhões (+7,1%).

Por sua vez, a margem Ebitda ajustado passou de 14,8% (4T19) para 17,3% (4T20), ou seja, alta de 2,5 pontos porcentuais.

Na sequência dos destaques financeiros da Cemig em 2020, a receita líquida da concessionária subiu 5,8% entre o 4T19 e o 4T20. Como resultado dos R$ 6.865 apurados no 4T20, a empresa acumulou receita líquida de R$ 25,228 bilhões em 2020 (-1,0% A/A).

Por fim, acesse a íntegra do release da Cemig e confira mais destaques operacionais da empresa no 4T20.

Leia também: DOLFUT: Dólar e DIs abrem em alta, de olho no fiscal e em Brasília

Quer ficar informado de todas as novidades sobre o mercado financeiro? Então participe do Canal do Fast Trade no Telegram acessando o link: https://t.me/plataformafasttrade.


Sobre o autor