EmpresasHome

Câmbio derruba safra 2018/19 da Biosev, sem efeito caixa; margem melhora

Por Pablo Vinicius Souza
07 junho 2019 - 11:10
Biosev (BSEV3)

A Biosev, uma das líderes globais na produção de açúcar e etanol, amargou prejuízo de R$ 1,2 bilhão na safra 2018/19.

Conforme publicação oficial, os dados da usina na respectiva safra foram considerados até 31 de janeiro deste ano.

Na temporada anterior, a empresa já havia registrado um prejuízo líquido de R$ 1,27 bilhão.

Em contraste com o resultado impactado pela variação cambial, o saldo anterior à variável negativou em R$ 344,5 milhões.

Desse modo, houve uma melhora ante aos R$ 859 milhões negativos na temporada 2017/18.

Assim sendo, o braço sucroenergético do grupo de commodities Louis Dreyfus, encerrou o período com um EBITDA Ajustado em R$ 1,5 bilhão, com Margem EBITDA de 24,5%.

O resultado equivale a um aumento de 2,2 p.p., e crescimento de 8% no EBITDA Ajustado Unitário.

Ademais, as despesas gerais e administrativas recuaram 27,1%, ao passo que o Mix de etanol subiu 12,6 p.p., atingindo 65,1%.

Esse é o maior índice registrado no período pela Biosev, atribuído à maior rentabilidade desse produto frente ao açúcar.

Você pode conferir o release de resultados, clicando aqui.

Leia mais:

Saiba quais são os principais compromissos econômicos globais para esta sexta-feira

Guedes: Integração Brasil-Argentina vai fazer Mercosul funcionar; governo prevê moeda única

Reforma da Previdência: regra para servidor perto da aposentaria pode mudar

Banco Central revela saída de R$ 718,7 milhões da caderneta poupança em maio

Investidor estrangeiro acumula saldo negativo na Bolsa; investidor institucional tem superávit

Governo e Petrobras vencem no STF com destravamento de venda da TAG


Sobre o autor