Mercados

Calendário econômico doméstico e destaques globais

Por Fast Trade
20 janeiro 2021 - 08:30 | Atualizado em 20 janeiro 2021 - 10:58
calendário de indicadores econômicos, copom; autonomia do banco central; Boletim Focus

No calendário econômico doméstico, o Copom deve sinalizar o futuro do ‘forward guidance’; veja mais destaques.

Selic

O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC) inaugurou ontem (19) o primeiro encontro do ano para definir o rumo da Selic.

A entidade fixa a taxa básica de juros conforme o sistema de metas de inflação, olhando para o futuro. Isso acontece principalmente porque as decisões demoram cerca de seis a nove meses para impactarem a economia.

A expectativa do mercado é que a decisão sobre a taxa básica de juros será anunciada ao final do dia. Das 58 instituições consultadas pelo Projeções Broadcast, todas esperam pela manutenção da Selic em 2,00% ao ano.

Se confirmada a projeção, essa será a terceira manutenção consecutiva.

+ Derivativos – O guia definitivo para começar a investir: confira!

Calendário econômico da Europa

Entre os destaques da Europa, o índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês) da Alemanha aumentou 0,5% entre novembro e dezembro.

Em contrapartida, o mesmo indicador contraiu 0,3% na comparação com dezembro de 2020 e o mesmo mês de 2019.

Os dados foram divulgados pelo instituto oficial de estatísticas do país, o Destatis, e vieram em linha com as projeções levantadas pelo Wall Street Journal.

Além disso, a confiança do investidor alemão cresceu mais do que o esperado em janeiro, conforme crescem as expectativas em torno das exportações.

De acordo com o instituto de pesquisa econômica ZEW, isso tem contribuído para melhorar a perspectiva para a maior economia da Europa.

O instituto divulgou ainda que a pesquisa sobre o sentimento econômico do investidor subiu a 61,8 de 55,0 pontos no mês anterior.

Na contramão das perspectivas mais otimistas em relação à recuperação da economia local, o lockdown imposto na Alemanha será prorrogado.

A mídia local informou que a chanceler alemã, Angela Merkel, e os governadores dos estados prorrogaram a medida até o dia 15 de fevereiro.

+ Guia completo de como ter sucesso nas operações de day trade: baixe gratuitamente!

Na França, o Fundo Monetário Internacional (FMI) prevê um tombo de 9,0% para o PIB em 2020 e alta de 5,5% em 2021. Para a entidade, a França enfrentará desafios “de longa data”, como dívida pública elevada, por exemplo.

Calendário econômico da China

Surpreendentemente, o calendário econômico chinês tem mostrado uma considerável recuperação da potência asiática após os fortes impactos da pandemia.

Apesar do abalo na economia, a China foi uma das poucas economias globais que registraram crescimento positivo no ano passado.

Embora tenha registrado o menor resultado do país em 44 anos, o Produto Interno Bruto (PIB) chinês cresceu 2,3%, apesar da pandemia.

+ Guia de A a Z de como se tornar um trader: baixe gratuitamente!

Destaques dos EUA

Por fim, a posse do novo presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, acontece hoje, às 14h no horário de Brasília.

“O foco de Biden em seus cem primeiros dias de governo será fortemente doméstico”, projetou Felipe Loureiro, professor e coordenador do curso de relações internacionais da USP.

Segundo ele, a primeira mudança significativa do novo presidente será no combate à covid-19.

Biden anunciou um pacote de estímulos de US$ 1,9 trilhão para combater a doença e seu impacto na economia e na vida das famílias.

Siga o portal Fast Trade e nossas redes sociais para saber como os principais mercados do mundo vão repercutir o calendário econômico e os destaques políticos.

+ Guia do Investidor Iniciante: confira!

Antes de mais nada, leia também:

B3: Itaúsa (ITSA4), Minerva (BEEF3), Magazine Luiza (MGLU3) e Cyrela (CYRE3)

Agenda dos balanços corporativos do 4T20 e de 2020


Sobre o autor