EmpresasHome

Caixa negocia a abertura de capital da subsidiária Caixa Seguridade

Por Pablo Vinicius Souza
29 janeiro 2020 - 19:47
crédito rural

O presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, informou que está negociando autorizações para promover a abertura de capital da subsidiária Caixa Seguridade.

Durante um evento organizado pelo Credit Suisse, ele comentou que o “road show” da oferta pública inicial (IPO) de ações será estendido aos 27 estados do país, para convocar e atrair empresários de todas as regiões.

Além disso, a intenção é oferecer a oportunidade de participação do capital da subsidiária também ao público de varejo, fazendo jus ao título “banco de todos”, inclusive para o mercado de capitais.

Guimarães também comentou que a companhia deve anunciar uma joint venture no setor de cartões, que modificará e surpreenderá o mercado como um todo.

A previsão é que até o final de 2020 as operações de seguridade e cartões sejam capitalizadas, ficando as unidades de loterias e gestão de fundos reservadas a outras oportunidades.

O executivo ressaltou que a instituição é uma potência financeira, embora pouco reconhecida e com um cross selling muito baixo pelo seu número de clientes.

“Vendemos para apenas 1% da nossa base de clientes o seguro prestamista. Para 0,5% dos clientes, vendemos o consórcio. Para 0,2% títulos de capitalização. Como pode ter um cross selling tão baixo mesmo sendo o banco das lotéricas?” – indagou.

Segundo ele, a Caixa tem planos ambiciosos para o segmento de microcrédito, cujos objetivos serão alcançar 30 milhões de clientes e baixar drasticamente a taxa de juros dos produtos oferecidos.

O banco também disponibilizará ao público, já nas próximas semanas, uma linha de crédito imobiliário com taxas pré-fixadas e juros menores que 10% ao ano.

“A grande força da Caixa será vista a partir de 2021” – garantiu o presidente da instituição, ao pontuar as mudanças que estão sendo promovidas em sua gestão.


Sobre o autor