HomeMercados

BRENT: Goldman Sachs vê Brent desabando após decisão saudita

Por TradersClub
09 março 2020 - 11:43
Petróleo

Analistas do Goldman Sachs reduziram suas projeções para o petróleo Brent no domingo, para US$30 o barril no segundo e terceiro trimestres, e disseram que uma queda para “níveis de estresse operacional”, ou seja perto do custo caixa de US$20 não é improvável. “Embora não descartemos um acordo da Opep+ nos próximos meses, acreditamos que esse acordo era intrinsecamente desequilibrado e sem base econômica”, disse o relatório. Ou seja, os dias de glória do xisto podem estar contados. Os futuros dos preços do petróleo caíram até 30% no domingo, após a Arábia Saudita tomar o primeiro passo para uma guerra de preços, na esteira do fracasso da Opep em fechar um acordo com a Rússia para reduzir a oferta da commodity. A situação se junta ao surto do coronavírus como elemento deturpante dos mercados globais e prenuncia uma abertura sangrenta nos principais centros financeiros do mundo entre a noite de ontem e a madrugada de segunda.

O contrato para entrega do petróleo Brent em março caiu 30%, para US$32,05 por barril ontem, e hoje negociava em queda de 20%. O contrato para o preço referência do petróleo WTI desabou 27%, para US$30,07 por barril. Segundo um trader sediado em Hong Kong, desde ontem, quando os índices acionários das bolsas no Oriente Médio tiveram seu pior desempenho desde a Crise Financeira, a ordem nas mesas de tesouraria é de se resguardar. | #mercados | $WTI | $SPFUT | $SP500 | $DJIA | $USDJPY | $AUDUSD |


Sobre o autor