EmpresasHome

Braskem avalia emissão de até US$ 3 bi em debêntures

Por Bruna Santos
22 outubro 2019 - 11:04
Braskem

A Braskem (BRKM3, BRKM5 e BRKM6) tem avaliado a emissão de debêntures junto a gestores de fundos de crédito brasileiro.

Segundo o Valor Econômico, o plano é levantar entre US$ 2,5 bilhões e US$ 3 bilhões em operações de dívida.

Desse montante, desde que haja demanda, parte seria levantada no mercado brasileiro, outra no internacional, conforme fontes ouvidas pelo jornal.

No cenário local, uma taxa levada à discussão com os investidores seria de CDI mais 1,1% ao ano de remuneração.

Lá fora, havia um impedimento para que a empresa operasse essa emissão, mas deixou de existir no último dia 17.

Na ocasião, a companhia entregou o formulário 20-F para a SEC, conhecido como o regulador do mercado americano.

Com esse montante, a Braskem conseguiria realizar o reperfilamento da sua dívida.

Procurada pelo Valor, a Braskem explicou: ter reuniões com potenciais investidores faz parte da agenda de sua área de relações.

Além disso, caso a companhia opere a emissão de debêntures, “realizará todos os procedimentos necessários para tal”.

Ao mercado e investidores, a Braskem informou que a Bolsa de Valores de Nova York (NYSE) findou a suspensão de negociações divulgados em 13 de maio de 2019.

Conforme a NYSE, as negociações das American Depositary Shares (“ADSs”) da Braskem serão retomadas, sob o código (ticker) “BAK”.


Sobre o autor