Economia

Brasil teve um desempenho econômico “bastante razoável” – diz Guedes

Por Fast Trade
04 maio 2021 - 15:56 | Atualizado em 04 maio 2021 - 17:54
Reprodução: Marcello Casal Jr/Agência Brasil
Reprodução: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Durante uma audiência pública conjunta, o ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou que o Brasil teve um desempenho econômico “bastante razoável” na pandemia.

Segundo ele, o governo teve um trabalho duro, principalmente na questão da saúde e, por isso, os resultados foram aceitáveis, “para não dizer que bem melhor do que os países avançados”.

À diferentes comissões da Câmara dos Deputados, o ministro citou dados do mercado de trabalho e da arrecadação de tributos para mostrar o ritmo de recuperação da economia. Além disso, ele assegurou que a atividade formal voltou com toda a força, o que evidencia o bom momento do país.

Guedes ainda citou que quando se constatou o problema da falta de ventiladores pulmonares, imediatamente sua equipe foi atrás das empresas fornecedoras. “Passamos de 250 ventiladores pulmonares para 1.500 ventiladores por dia” – explicou.

Guia Completo de como ter sucesso no Day Trade

Nesse sentido, o ministro afirmou que não pode faltar dinheiro para a saúde e que os protocolos para garantir saúde, emprego e renda foram renovados. Ainda que em volumes menores, o governo reeditou o auxílio emergencial e o Benefício Emergencial de Preservação do Emprego e Renda (BEm).

Da mesma forma, a equipe econômica pretende relançar o Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe). Guedes citou que o governo já estava aplicando princípios e lições voltadas à agenda liberal, por isso, teve uma resposta positiva.

“Se não tivéssemos feito reforma da Previdência, Brasil teria colapsado durante a pandemia” – destacou o chefe da pasta da Economia.

Reforma Tributária poderá aumentar a arrecadação

Guedes ressaltou a importância de votar a reforma tributária para aumentar a arrecadação, pois, o projeto eliminará R$300 bilhões por ano em desonerações e isenções. Acima de tudo, a proposta trará a redução em cerca de R$4 trilhões em contenciosos tributários e judiciais.

Mais importante, o ministro comentou que estes dados caracterizam o “manicômio tributário a que o Brasil se submeteu” ao longo dos anos. Ademais, ele explicou que os tributos brasileiros são disfuncionais e altos, o que compromete a eficiência das empresas e demais áreas da sociedade.

Guia de A a Z de como se tornar um trader!

“Quem tem poder político, consegue desonerações e isenções. Quem tem poder econômico, prefere entrar na justiça” – comentou Guedes.

Por fim, o ministro argumentou que tributos de bases mais amplas e alíquotas menores podem ajudar a corrigir esses problemas, e, por isso, a equipe econômica precisa atacar a situação.

Quer ficar informado de todas as novidades do mercado financeiro? Então participe do Canal do Fast Trade no Telegram acessando o link: https://t.me/plataformafasttrade

Brasil teve um desempenho econômico “bastante razoável” – diz Guedes

Leia também:

Itaú (ITUB4) lucra R$ 6,4 bilhões no 1T21, +64% A/A

Ipea reporta queda de 1,1% nos investimentos em fevereiro

Brasil exportou volume recorde de soja em abril, segundo a Secex


Sobre o autor