EconomiaHome

Brasil é a democracia com maior concentração de renda, aponta jornal

Por Eloiza Amaral
20 agosto 2019 - 11:52

Um levantamento divulgado pelo jornal Folha de S. Paulo nesta terça feira (20), afirma que dentre os países que tem uma democracia, o Brasil é o que tem a maior concentração de renda. A população 1% mais rica recebe, em média, R$ 140 mil mensais por indivíduo.

Em 1994, 32% da população brasileira era considerada miserável, mas caiu para 8% em 2014, quando começou uma recessão que fez o índice voltar a subir até os atuais 11%.

Segundo dados da FGV, de 2014 até junho deste ano, a renda per capita dos considerados superricos subiu 10,1%, enquanto o rendimento dos 50% mais pobres apresentou recuo de 17,1%.

A classe média também não se salvou. Entre 2001 e 2015 a participação nos rendimentos deste grupo foi de 33,1% para 30,6%. Considerando toda a população, a média geral, de queda nos rendimentos desde o fim de 2014 é de 2,6%; e o país segue no negativo após a lenta recuperação do último biênio.

‘’A classe média foi comprimida, entre outros fatores, pelo encolhimento da indústria de transformação, cuja participação no PIB caiu à metade nas duas últimas décadas, para cerca de 12%’’, explicou a Folha.

A crise aumentou a desigualdade de renda por quatro anos consecutivos, algo que não foi visto nem no período anterior a 1989, ano de desigualdade recorde.


Sobre o autor