Política

Bolsonaro defende acordo abrangente de livre comércio entre Brasil-EUA

Por Fast Trade
21 janeiro 2021 - 08:00 | Atualizado em 21 janeiro 2021 - 08:29
Estados e municípios, governo Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro cumprimentou Joe Biden como 46º Presidente dos Estados Unidos em sua página pessoal no Twitter.

 

De acordo com o chefe do Executivo, ele expôs em uma carta sua visão de um “excelente futuro para a parceria Brasil-EUA”.

“Já temos como base os recentes protocolos de facilitação de comércio, boas práticas regulatórias e combate à corrupção”, escreveu.

Nesse sentido, Bolsonaro acredita que os pontos destacados “certamente contribuirão para a recuperação” econômico no contexto pós-pandemia.

+ Guia de A a Z de como se tornar um trader: baixe gratuitamente!

No âmbito econômico, o Brasil busca um “abrangente acordo de livre comércio” para gerar mais empregos, investimentos e aumentar a competitividade global das empresas.

Já na área de ciência e tecnologia, bem como na área de defesa, “o potencial de cooperação é enorme”.

Além disso, “o Brasil está pronto para continuar cooperando com os EUA para a reforça da governança internacional”.

Na carta, Bolsonaro citou a Organização Mundial do Comércio (OMC), instituição com quem busca “destravar” as negociações. Ademais, ele disse querer e evitar “distorções econômicas” que não seguem as regras do mercado.

+ Derivativos – O guia definitivo para começar a investir: confira!

Em relação à Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), o Brasil espera poder contribuir mais efetivamente e “aumentar a representatividade da organização”.

No ano passado, diversos passos foram dados em direção ao ingresso do Brasil na OCDE.

Destaca-se, por exemplo, a adesão a mais de 15 instrumentos normativos da organização.

Assim também, a aceitação do Brasil como membro participante do Comitê de Política do Consumidor, bem como o avanço nas negociações para aderir aos Códigos de Liberalização da OCDE, catapultaram o país na direção do seleto grupo de membros da organização.

Desenvolvimento sustentável

Bolsonaro ainda sinalizou a intenção de continuar a parceria “entre as duas maiores democracias do mundo ocidental”, em prol do desenvolvimento sustentável “e da proteção do meio ambiente, em especial a Amazônia, com base em nosso Diálogo Ambiental, recém-inaugurado”.

+ Guia do Investidor Iniciante: confira!

Mencionado pelo chefe do Executivo, o Diálogo Ambiental EUA-Brasil foi ançado em 10 de novembro do ano passado.

De acordo com o embaixador dos EUA no Brasil, Todd Chapman, esse Diálogo “fortalecerá nossa já forte parceria e abrirá as portas para novas oportunidades”.

“Noto, a propósito, que o Brasil demonstrou o seu compromisso com o Acordo de Paris com a apresentação de suas novas metas nacionais”, disse ele.

Biden, a quem foi endereçado a carta assinada pelo presidente do Brasil, anunciou ontem (20) o retorno dos EUA ao Acordo de Paris.

Ele prometeu colocar o país na direção do saldo zero em emissões de gases de efeito estufa até 2050, conforme reportagem da Agência Brasil.

Para o combate à mudança do clima, “o Brasil tem uma das atrizes energéticas mais limpas do mundo” e “está pronto para aumentar a cooperação na temática das energias limpas”.

+ Guia completo de como ter sucesso nas operações de day trade: baixe gratuitamente!

Bolsonaro cita democracia

Em tom conciliatório, Bolsonaro diz entender “que interessa” tanto ao Brasil quanto aos Estados Unidos “contribuir para uma ordem internacional centrada na democracia e na liberdade” capaz de defender “os direitos e liberdades fundamentais de todos”, sobretudo dos cidadãos de cada nação.

Por fim, confira a íntegra da carta assinada pelo presidente Jair Bolsonaro ao presidente Joe Biden.

Quer ficar informado de todas as novidades sobre as técnicas e estratégias aplicadas ao day trade? Então participe gratuitamente do Canal do Fast Trade no Telegram acessando o link: https://t.me/plataformafasttrade.

Leia também:


Sobre o autor