Mercados

Bolsas e futuros operam com baixa liquidez, de olho em inflação

Por TradersClub
22 dezembro 2021 - 10:15 | Atualizado em 22 dezembro 2021 - 11:50
Baixa liquidez
Créditos: shutterstock.com

São Paulo, 22 de dezembro – As bolsas e os índices futuros no exterior operam próximos à estabilidade esta manhã, à espera da divulgação de dados de atividade e inflação nos Estados Unidos; no Brasil, a baixa liquidez e o começo do recesso parlamentar são os destaques.

LEIA: IFIX – Entenda melhor o que é e como funciona

Por volta das 09h30, os futuros de índices americanos operavam mistos, com Dow Jones em leve alta, S&P500 estável e Nasdaq 100 em baixa de 0,02%. As bolsas na Europa revertiam perdas e operavam positivas.

Petróleo Brent seguia ensaiando uma recuperação, operando em queda de 0,18% próximo aos US$73,84 por barril. Já o minério de ferro em Dalian fechou em leve baixa de 0,43%. Os juros dos Treasuries de 10 anos caía 1 pounto-base e a maioria das moedas ganhava força contra o dólar americano.

Na agenda do dia, destaque para divulgação dos dados do PIB e dados de confiança do consumidor nos Estados Unidos. Por aqui, a sondagem do consumidor da FGV superou consensos, e mercado aguarda por dados de Conta Corrente, relatório mensal da dívida pública e dados de fluxo cambial na semana.

Mercado também aguarda dados da inflação PCE do terceiro trimestre nos Estados Unidos, a serem divulgados na quinta-feira.

Ibovespa futuro

Expectativa de abertura em alta para o Ibovespa futuro, seguia ganhando 0,11% do EWZ no pré-mercado em Nova York, a calmaria nas bolsas globais, a queda nos DIs e a aprovação do projeto de orçamento da União ontem.

Antes da abertura nos EUA, ADRs da Petrobras avançavam 0,85%, enquanto as do Itaú subiam 0,13%, ao passo que as da Vale perdiam 0,57%.

Câmbio

Dólar futuro deve reagir aos dados de fluxo cambial e pode ter maior volatilidade com os dados da inflação americana. Expectativa de abertura em queda, seguindo outras moedas e de olho em eventuais intervenções do Banco Central no câmbio.

LEIA: Conheça 3 métodos de análise de investimentos mais comuns

Juros na baixa liquidez

Curva DI deverá seguir a toada de baixa na sessão, especialmente se contar com alívio no câmbio. Aprovação do orçamento e alívio de projeções inflacionárias ajudam DIs a fechar o ano estruturalmente abaixo das máximas de 2021.


Sobre o autor