HomeMercados

Bolsas da Europa fecham em alta com bons resultados das negociações entre EUA e China

Por Eloiza Amaral
29 março 2019 - 16:48
Bolsas da Europa terminam a semana em queda alarmadas por sinais de crise econômica

Impulsionadas pelas boas novas nas negociações entre Estados Unidos e China, as bolsas da Europa encerraram em alta o pregão desta sexta feira (29). Além disso, muitos olhares estavam virados para a terceira votação do acordo para o Brexit com a primeira ministra Theresa May.

O índice Stoxx-600 fechou com ganho de 0,60%, a 379,09 pontos, enquanto em Londres o FTSE 100 avançou 0,62% e marcou 7.279,19 pontos. Já na Alemanha, o DAX de Frankfurt alavancou 0,86% a 11.526,04 pontos.

Baixe o e-book: Desvendando o swing trade: tudo o que você precisa saber!

Na bolsa de Paris, o CAC 40 subiu 1,02%, a 5.350,53 pontos. O FTSE MIB, de Milão, registrou alta de 0,97%, a 21.286,13 pontos, e o Ibex 35, de Madri, aumentou 0,72%, a 9.240,30 pontos. Em Lisboa, o PSI 20 teve crescimento de 0,56%, com 5.206,61 pontos, e por fim ao belga Bel 20, de Bruxelas, houve um acréscimo de 1,6%, encerrando a sessão com 3.658,72 pontos.

Em sua conta do Twitter, o secretário do Tesouro dos Estados Unidos, Steven Mnuchin, disse que ele e o representante comercial dos Estados Unidos, Robert Lighthizer, fizeram avanços nas negociações em Pequim e que está ansioso para receber o vice-primeiro-ministro da China, Liu He, na próxima semana em Washington para continuarem os debates comerciais.

Na Inglaterra, o acordo da primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May, para a saída da União Europeia sofreu sua terceira derrota nesta sexta-feira, 29. A proposta foi rejeitada por 344 votos contra 286.  Após o resultado, May lembrou aos parlamentares que o Brexit sem acordo em 12 de abril passará a ser o padrão legal, contanto que Londres peça um novo adiamento da separação a Bruxelas.

E-book: Guia completo e definitivo da Previdência Privada

A primeira ministra ainda reforçou que o seu governo “continuará pressionando” para que a saída do Reino Unido da União Europeia aconteça de forma “ordenada”. Na próxima segunda feira (1), os deputados farão outra votação indicativa para novas opções do Brexit.

Os motivos que impulsionaram as altas das bolsas foram: Na Alemanha, as vendas no varejo cresceram 0,9% em fevereiro na comparação com janeiro, e ficaram acima do que previam os analistas. Enquanto isso, o Produto Interno Bruto (PIB) do Reino Unido cresceu 0,2% entre outubro e dezembro de 2018 ante o terceiro trimestre do ano, com expansão anual de 1,4% no período.

 Segundo o Nacional de Estatística (INE) da Espanha, o PIB do país avançou 0,6% no 4T18, e na comparação anual, o PIB espanhol teve expansão de 2,3% comparando com os mesmos meses em 2017.

CidadeÍndice28/0329/03
Toda a EuropaStoxx 600-0,12%+0,60%
FrankfurtDAX+0,08%+0,86%
LondresFTSE 100+0,56%+0,62%
ParisCAC 40-0,09%+1,02%
MilãoFTSE Mib-0,53%+0,97%
MadriIBEX 35-0,60%+0,72%
BruxelasBEL 20-0,37%+1,60%
LisboaPSI 20+0,17%+ 0,56%

Sobre o autor