AçõesHome

Bolsas da Ásia fecham mistas em meio a ruídos nas negociações EUA-China e à espera do Fed

Por Bruna Santos
20 março 2019 - 08:17
Impactos do coronavírus

As principais Bolsas da Ásia encerraram o pregão desta quarta-feira (20) apresentando desempenhos mistos em meio à ruídos nas negociações entre Estados Unidos e China. Embora a grande aposta do mercado seja no sentido de que os dois países chegarão a um acordo, na noite de ontem, alguns relatos indicaram que o governo chinês estaria muito resistente em aceitar determinadas solicitações do governo americano.

Segundo informações da Dow Jones Newswires, o secretário do Tesouro americano, Steven Mnuchin, e o representante comercial dos EUA, Robert Lighthizer, devem ir a Pequim na próxima semana para se reunirem com o vice-primeiro-ministro chinês, Liu He, dando continuidade à elaboração do acordo comercial e às negociações de seus termos.

Baixe o e-book: Desvendando o swing trade: tudo o que você precisa saber!

Na China, a sessão foi de perdas. O Xangai Composto fechou com leve variação negativa de 0,01%, aos 3.090 pontos, dentro da margem de estabilidade. Já o SZSE Component, de Shenzhen, recuou 0,40%, aos 9.800 pontos, com as ações de pequenas e médias empresas registrando expressiva desvalorização. No Seul o Kospi também teve uma redução marginal de 0,02%, aos 2.177 pontos.

O clima de cautela rondou os mercados asiáticos, com os investidores aguardando a decisão de política monetária do Banco Central americano, Federal Reserve, que será anunciada hoje por volta das 15h (horário de Brasília). A expectativa é que a autoridade financeira sinalize para a manutenção da taxa de juros no intervalo de 2,25% a 2,50% e estabeleça projeções contidas em relação a novos aumentos.

Baixe gratuitamente o Guia de A a Z de como se tornar um Trader

Em Hong Kong, o Hang Seng teve queda de 0,49%, aos 29.320 pontos e o indiano Nifty 50 declinou 0,09%, aos 11.521 pontos. Destoando dos demais pares asiáticos, o Nikkei 225, de Tóquio, avançou 0,20%, aos 21.608 pontos, com as ações das empresas do mercado doméstico puxando a alta do índice. Os setores de papel e celulose e máquinas elétricas lideraram o ranking positivo das opções de investimento na Bolsa japonesa.

Na Oceania, o S&P ASX 200, de Sidney, caiu 0,32%, aos 6.165 pontos, fechando em território negativo pela sétima vez, dentre os últimos nove pregões. Os contratos futuros de minério de ferro negociados na China sofreram grande queda depois que a justiça autorizou a companhia Vale a retomar a produção em alguns locais e o fato impactou as mineradoras da Bolsa australiana.

 

      CidadeÍndice19/0320/03
SidneyS&P ASX 200-0,09%-0,32%
WellingtonNZX 50-0,19%-0,65%
Hong KongHang Seng+0,19%-0,49%
SeulKospi-0,09%-0,02%
TóquioNikkei 225-0,08%+0,20%
MumbaiNifty 50+0,67%-0,09%
JacartaIDX Composite-0,45%+0,04%
XangaiXangai Composto-0,18%-0,01%
ShenzhenSZSE Component-0,04%-0,40%

 


Sobre o autor