HomeMercados

Bolsas da Ásia fecham mistas de olho no cenário global e à espera do payroll nos EUA

Por Bruna Santos
04 outubro 2019 - 08:37
Nossa agenda local de indicadores econômicos tem como destaque a divulgação da Pesquisa Mensal do Comércio de setembro do IBGE.

As Bolsas da Ásia apresentaram um comportamento misto nesta sexta-feira (04), fechando sem assumir uma direção única, à espera da divulgação do relatório de empregos nos Estados Unidos.

Também conhecido como payroll, os dados oficiais sobre o mercado de trabalho americano poderão mostrar um panorama da atual situação econômica do país, confirmando o acentuado ritmo de desaceleração.

Nos últimos dias, uma série de indicadores decepcionantes trouxeram à tona as preocupações sobre a possibilidade de recessão, tendo em vista a fraqueza dos setores de serviços e industrial, que correspondem a 70% do Produto Interno Bruto (PIB) do país.

Além disso, a prolongada disputa comercial com a China, que provocou o aumento de tarifas a diferentes produtos de ambos os lados, também contribuiu limitando a expansão das atividades dos EUA.

Tal situação impulsionou as apostas de que o Banco Central americano, Federal Reserve, dará sequência ao ciclo de cortes na taxa de juros, decidindo por uma flexibilização monetária mais agressiva.

Essa escolha tem sido uma tendência dos Bancos Centrais do mundo inteiro, que utilizaram o afrouxamento e a aplicação de estímulos como alternativas para conter a desaceleração e desenvolver a infraestrutura.

Índices do Japão, Coreia do Sul e Hong Kong

Na cidade de Tóquio, o Nikkei 225 subiu 0,32% aos 21.410 pontos, pressionado pelas ações do setor financeiro. Na variação semanal, o índice teve perdas de 2,15%.

Em Seul, o Kospi voltou do feriado registrando queda de 0,55% aos 2.020 pontos e encerrou a semana com declínio de 1,41%.

Na Bolsa de Hong Kong, o Hang Seng desabou 1,11% aos 25.821 pontos, após o governo local proibir o uso de máscaras durante as manifestações, submetendo os que violarem as regras à pena de até um ano de prisão.

Bolsas da Índia e Indonésia

Em Mumbai, o Nifty 50 afundou 1,23% aos 11.174 pontos, refletindo a decisão do Banco Central local em reduzir a taxa de juros para o menor nível em uma década. Na semana, a Bolsa indiana fechou em expressiva queda de 2,96%.

No sentido oposto, o IDX Composite, de Jacarta, avançou 0,38% aos 6.061 pontos, segurado pela valorização dos setores de serviços e consumo não cíclico. Na semana, o IDX recuou 2,2%.

Mercados da Oceania

Na Austrália, o S&P ASX 200 teve alta de 0,37% aos 6.517 pontos, porém não conseguiu evitar o tombo semanal de 2,97%.

Na capital Wellington, o NZX 50 subiu 0,66% aos 10.892 pontos, apoiado pelos setores de utilidades, financeiro e materiais básicos. Na semana, o índice registrou ganhos de 1,09%.

 CidadeÍndice03/1004/10
SidneyS&P ASX 200-2,21%+0,37%
WellingtonNZX 50-1,19%+0,66%
Hong KongHang Seng+0,26%-1,11%
SeulKospiNão operou-0,55%
TóquioNikkei 225-2,01%+0,32%
MumbaiNifty 50-0,40%-1,23%
JacartaIDX Composite-0,28%-0,38%
XangaiXangai CompostoNão operouNão operou
ShenzhenSZSE ComponentNão operouNão operou


Sobre o autor