HomeMercados

Bolsas, commodities operam instáveis à espera de conversas comerciais, Fed

Por TradersClub
29 julho 2019 - 09:58
Ibovespa futuro tem leve alta

Bolsas, commodities e instrumentos de renda fixa operavam instáveis nesta segunda-feira, com o investidor na expectativa dos desfechos da retomada das conversas comercias entre os Estados Unidos e a China, a divulgação de resultados da Apple e a decisão de juros do Federal Reserve.

Na Ásia, a tensão política decorrente dos protestos em Hong Kong contra a crescente presença do governo chinês pressionou os mercados para baixo. Hoje, a China disse que as revoltas na cidade estão extrapolando o limite do pacifismo. O investidor continua atento aos desdobramentos das reuniões entre chineses e americanos para buscar soluções à guerra comercial entre os países, a partir da noite de hoje. Amanhã haverá decisão de política monetária no Japão. O mercado também assume uma postura cautelosa antes da decisão de quarta do Fed e da coletiva do presidente da autarquia, Jerome Powell. Na sexta-feira, o dado mensal de emprego nos EUA deve adicionar mais volatilidade ao ambiente.

A libra esterlina caiu 0,40% ante o dólar americano na segunda, terceiro recuo consecutivo, à espera de notícias sobre como o gabinete do premiê Boris Johnson executará a saída do Reino Unido da União Europeia em outubro

O índice pan-europeu Stoxx600 avançava pelo sexto dia em sete, ganho de 0,16% por volta das 07h30, impulsionado pelas ações da Deutsche Telekom após o Departamento de Justiça dos EUA aprovar a compra da Sprint pela subsidiária T-Mobile. adquirir a Sprint Corp. Em Londres, o índice FTSE disparava 1,2% após a London Stock Exchange Group Plc subir 11% com a oferta de compra da fornecedora de dados financeiros Refinitiv.

O petróleo WTI oscilava entre o azul e o vermelho, refletindo temores de que a desaceleração econômica global possa diminuir a demanda pela commodity – apesar da crescente tensão geopolítica no Oriente Médio.

O dólar americano se fortalece 0,05% ante seus pares e algumas moedas de países emergentes, à espera da decisão do Fed de quarta. O iuan teve sua pior queda, mais de 0,20%, em duas semanas hoje, refletindo a piora no tom dos protestos em Hong Kong e o início das conversas comerciais com os EUA.

Os futuros do índice S&P500 recuavam enquanto os do índice Dow Jones Industrials avançavam menos de 0,05%, em um sinal de que o ambiente do pregão será de grande volatilidade – a pouco menos de uma semana do início das férias no Hemisfério Norte, período de pouca liquidez nos mercados globais.

O rendimento dos Treasuries de dez anos recuava menos de 1 ponto-base para 2,0600%, à espera da decisão do Fed, na quarta-feira.

O futuro do minério de ferro negociado em Dalian fechou em 750,50 iuanes a tonelada, avanço de 0,74%, segundo traders. Em Cingapura, a cotação do minério spot recuou.


Sobre o autor