Mercados

Bolsa e dólar operam em alta com cenário externo e temporada de balanços no radar

Por Fast Trade
06 maio 2022 - 14:13 | Atualizado em 06 maio 2022 - 15:23

A Bolsa brasileira opera em alta nesta sexta-feira (06), acompanhando a recuperação no cenário externo e a temporada de balanços corporativos. Após o tombo da véspera, o índice geral oscilava em alta, em sintonia com o movimento dos mercados em Nova York.

No radar, os investidores digeriam os dados do relatório de empregos nos EUA (payroll), que mostrou a abertura de 428 mil novas vagas em abril. Os números superaram as projeções dos especialistas, que esperavam a criação de apenas 391 mil novos postos de trabalho.

Ao mesmo tempo, no Brasil, os resultados das empresas no primeiro trimestre agitavam as negociações, com destaque para os balanços da Petrobras (PETR3/PETR4). Além de reportar crescimento de 3.718% nos lucros, a estatal ainda anunciou o pagamento de dividendos robustos.

+ Saiba o porquê é importante utilizar a análise gráfica em suas operações!

Os números do Bradesco (BBDC3/BBDC4) também surpreenderam, pois o banco superou as projeções de lucros, apesar de anotar aumento nos níveis de inadimplência e revisão nas estimativas de guidance para os próximos meses.

A seguir, as principais movimentações na B3:

Top 5 máximas do índice geral: Alpargatas (ALPA4), Lojas Renner (LREN3), Cogna (COGN3), Petrobras (PETR3) e Santander (SANB11).

Top 5 mínimas do índice geral: Petz (PETZ3), Totvs (TOTS3), Ecorodovias (ECOR3), Locaweb (LWSA3) e Carrefour (CRFB3).

Às 14h12 (horário de Brasília), o Ibovespa subia 0,21% aos 105.527 pontos, registrando um volume financeiro de R$ 15,300 bilhões.

Dólar avança sob a influência do payroll e da saída de fluxo

O dólar comercial subia 0,80% contra o real, na cotação de R$ 5,0530 na venda, sob a influência dos dados do payroll e da saída de fluxo de recursos. A divisa americana ganhou força com os dados do mercado de trabalho dos EUA mostrando como a economia está aquecida.

+ Guia de A a Z de como se tornar um trader: Baixe agora!

Além disso, alguns analistas avaliaram que a demanda por moeda aumentou devido ao movimento de saída dos fluxos de capital. Com os juros mais altos nos mercados desenvolvidos, certamente, os investidores vão preferir fugir da volatilidade dos emergentes, o que acabava refletindo no desempenho do real.

Quer ficar informado de todas as novidades sobre o mercado financeiro? Então participe gratuitamente do Canal do Fast Trade no Telegram!

Bolsa e dólar operam em alta com cenário externo e temporada de balanços no radar

Leia também:

Ecorodovias divulga lucro líquido de R$ 11,8 milhões no 1T22 com baixa de 86,6%

Lucro da Arezzo cresce 229% no 1º trimestre no total de R$ 98 mi; inflação foi desafio


Sobre o autor